Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Acusado de matar mecânico é condenado a 12 anos de prisão

Acusado de matar mecânico é condenado a 12 anos de prisão
25/06/2012 13:42 - BEATRIZ LONGHINI


Walney Mendes Barreto foi condenado pela 2ª Vara do Tribunal do Júri a 12 anos de prisão em regime fechado pela morte de Cristiano de Andrade Barreto, na noite do dia 16 de setembro de 2010, no Bairro Santa Carmélia, em Campo Grande.

Ele foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por homicídio, motivo fútil e com recurso que dificultou a defesa da vítima, porém, os jurados afastaram esta última qualificadora.

Walney e Robson Gonçalves da Silva Souza estavam em um carro conduzido pelo autor quando Robson atirou em Cristiano, que morreu por traumatismo craniano.

Diante disso, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade, a letalidade, a autoria e condenou Walney, que já tinha sido preso em flagrante.

Já Robson, acusado de atirar em Cristiano, foi julgado no dia 9 de maio de 2012 e absolvido pelo Conselho de Sentença, por maioria de votos declarados. Porém, houve recurso do MPE para reformar a decisão dos jurados.

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...