Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Júri Popular

Acusado de matar jovem a tiros é condenado a 16 anos de reclusão

8 AGO 12 - 16h:30Gabriel Maymone

O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri condenou Rafael Bruno Epifânio Alves, conhecido como “Oitavo Anjo”, em 16 anos de reclusão em regime fechado acusado de matar Rodrigo Tenório Bezerra a tiros no dia 23 de dezembro de 2008, no Bairro Jardim Campo Nobre, em Campo Grande.

O juiz titular da vara, Aluízio Pereira dos Santos, entendeu que “a culpabilidade é reprovável, porquanto agiu com dolo intenso na medida em que desferiu cinco tiros na vítima, sendo um no tórax e quatro nas costas. Aliás, nesse comenos, a vítima após ser atingida com o primeiro disparo saiu correndo, quando foi perseguida pelo réu, o que bem demonstra a sua intenção de assassiná-la”.

Como não há qualquer agravante nem causas especiais de aumento ou diminuição de pena a serem ponderadas, o réu foi pronunciado atendendo ao Conselho de Sentença em 16 anos de reclusão em regime fechado.

Além disso, o acusado possui incidência em outros dois crimes de homicídio e um em porte ilegal de arma de fogo. A vítima possuía incidência em uma tentativa de homicídio.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MAL-ESTAR

Ex-presidente egípcio morre durante audiência em tribunal

Motorista é preso com 56 quilos de cocaína no painel de caminhonete
TRÁFICO DE DROGAS

Motorista é preso com 56 kg de cocaína em caminhonete

ECONOMIA

Economia parada deixa brasileiro refém das dívidas

ECONOMIA

Idoso socorre filho e engrossa lista de novos inadimplentes

Mais Lidas