Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

JÚRI

Acusado de matar homem a tiros por engano é condenado a 15 anos

Acusado de matar homem a tiros por engano é condenado a 15 anos
12/02/2014 17:33 - Gabriel Maymone


Flávio Ribas da Costa, o Flavinho, foi condenado a 15 anos de prisão no regime fechado sob acusação de ter matado Everton dos Santos a tiros por engano em fevereiro de 2007. O julgamento ocorreu hoje, na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Já o comparsa dele, Aldair Antônio Garcia, conhecido como Buguinho, que teria levado Flávio ao local do crime, foi condenado a prestação de serviço à comunidade pelo período de cinco meses e 20 dias.

Crime
Consta na denúncia que, no dia 17 de fevereiro de 2007, na Rua Anchieta, no Bairro Piratininga, em Campo Grande, eles atiraram contra uma pessoa conhecida como Baby, mas atingiram Everton dos Santos, que morreu.

Ainda segundo os autos, os acusados teriam cometido o crime por motivo torpe, em razão de desavenças anteriores Baby. Os réus também teriam utilizado de recurso que dificultou a defesa da vítima, pois atacaram Baby e erraram o alvo, acertando Everton. 

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!