Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Caso Jociely

Acusado de matar ex: 'Nunca pensei em fazer mal a ela'

19 FEV 2014Por VÂNYA SANTOS12h:30

O acadêmico de Direito, Roberto Dantas da Rocha, de 32 anos, acusado de matar a facadas a ex-namorada Jociely Pinheiro Barbosa, de 22 anos, já está na 2ª Delegacia de Três Lagoas. O crime ocorreu na última quinta-feira (13) e ele se entregou terça-feira (17) na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), em Campo Grande.

De acordo com o site Perfil News, Roberto mais uma vez falou sobre o caso. Na ocasião, garantiu que nunca quis fazer mal a jovem e que ainda a ama.

Em entrevista ao jornalista Ricardo Ojeda, o estudante contou que quando saiu de Naviraí não pensava em matar Jociely. “Tentei dar um choque nela para ver se ela voltava para Naviraí”, explicou.

Roberto disse que foi ele quem terminou o namoro, sob alegação de que gastava muito dinheiro para visitá-la. Ele então propôs que ela voltasse a morar em Naviraí, que ele daria dinheiro até que ela conseguisse um emprego, no entanto, a jovem não aceitou a proposta.

Segundo o acadêmico, ele viajou de Naviraí para Três Lagoas com a intenção de se reconciliar com a vítima, tanto é que mandou flores para a ex um dia antes da viagem.

“A gente tinha umas brigas banais, mas jamais pensei em fazer mal a ela. Como é que você vai sair de um lugar pensando em matar outra pessoa? Sou pai de família”,justificou.

Aos prantos, Roberto confirmou que no momento do crime, o amor, a raiva e o ciúme falaram mais alto. Ele contou que está arrependido, pediu perdão aos familiares de Jociely e disse que não queria matar a jovem. “Estou sofrendo muito. Eu a amava e queria voltar com ela. Eu nunca pensei em fazer mal a ela. Eu não queria o mal dela, eu queria ficar com ela. Eu a amo”.

Roberto explicou que depois de praticar o crime foi até uma praça, em frente a Polícia Federal, em Três Lagoas, onde acessou a rede social Facebook para confessar o crime e pedir desculpas aos amigos e parentes. Ele disse que pagará pelo crime que cometeu e acatará a decisão da Justiça. “Não queria ninguém no meu lugar”, ressaltou o acadêmico.

Crime
Jociely foi morta a facadas e seu namorado, Luciano Gomes da Silva, de 32 anos, foi esfaqueado e continua internado. O homicídio e a tentativa de homicídio aconteceram por volta das 6h do dia 13, num apartamento que fica na Rua Paranaíba, Bairro Jardim Primaveril, em Três Lagoas. Roberto, ex-namorado de Jociely, confessou os crimes por meio de seu perfil, no Facebook.

Uma vizinha da jovem contou à polícia que acordou com um forte barulho de porta batendo e uma mulher gritando. Já o namorado de Jociely disse que Roberto chegou no local arrombando a porta e, depois de discutir com a jovem, desferiu duas facadas em seu pescoço.

O namorado interferiu na situação, momento em que foi esfaqueado no braço e atingido por dois golpes no abdômen. Em seguida, Roberto fugiu num veículo New Fiesta, preto.
Jociely morreu no local, enquanto, mesmo ferido, o namorado conseguiu ligar para a jovem que dividia o apartamento com sua namorada e relatar o que havia acontecido.

Por meio do Facebook, Roberto pediu desculpas pelos crimes, mas justificou que não era um mostro, “apenas não resistiu a emoção”. Horas depois, apagou o perfil.

Leia Também