Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Acusado de liderar grupo criminoso consegue liberdade provisória

Acusado de liderar grupo criminoso consegue liberdade provisória
22/08/2012 16:00 - BEATRIZ LONGHINI


Albino Salazar Bento, de 46 anos, preso no dia 29 de junho acusado de liderar um grupo criminoso responsável por cinco roubos a cofres e caixas eletrônicos no Estado teve o pedido de liberdade concedido ontem (21) pelo Tribunal de Justiça.

Segundo o pedido de habeas corpus, ele está preso há quase 60 dias e até agora não foi denunciado. A defesa alega constrangimento ilegal, por excesso de prazo.

De acordo com a polícia, o grupo liderado por Albino é acusado de cinco roubos a cofres e caixas eletrônicos. Quatro deles aconteceram na Capital e um em Terenos.

Além das digitais de Albino terem sido encontradas na caixa de papelão onde estava o maçarico em assalto ocorrido em novembro do ano passado, ele também foi denunciado pela posse de dois veículos utilizados nas ações da quadrilha. Os carros foram encontrados na sua casa, na Vila Sobrinho. 

A última ação do grupo aconteceu no dia 15 de março, no supermercado Mister Júnior, onde explodiram o terminal de auto atendimento e fugiram em um Corsa Sedan, que foi apreendido. A polícia também apreendeu um veículo Peugeot 207 usado pela quadrilha em dois dos assaltos. Conforme a polícia, Albino fazia todo o levantamento dos locais para planejar os roubos. Ele nega todas as acusações.

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.