Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CRIME

Acusado de estupro é morto e suspeito é pai de vítima

Acusado de estupro é morto e suspeito é pai de vítima
27/07/2012 13:00 - VÂNYA SANTOS


Mauro Garcia, de 30 anos, foi assassinado com golpes de facão no começo da manhã de hoje (27). O crime aconteceu numa obra, que fica em uma das margens da BR-163, em Coxim. A vítima recebeu vários golpes de facão na região da cabeça, teve um dedo decepado e ficou com o rosto desfigurado. O principal suspeito é o padrasto de uma menina de 11 anos, que teria sido estuprada por ele em março deste ano. Conforme a perícia, um dos golpes na cabeça foi tão forte que quase partiu o crânio. 

De acordo com o delegado Bruno Henrique Urban, a vítima respondia a pelo menos três inquéritos de estupro na Delegacia de Atendimento a Mulher (DAM). A expectativa do delegado é que o autor do assassinato se entregue nas próximas horas. Além dos estupros, a Polícia Militar informou que a vítima tinha passagens por outros crimes, como ameaça, lesão corporal dolosa e violência doméstica.

Segundo testemunhas, a briga envolvendo assassino e vítima começou a cerca de 200 metros da obra, onde a vítima levou um golpe na orelha esquerda. Machucado, Mauro correu, mas foi seguido pelo autor, que desferiu outros golpes.

No mês de março, a criança de 11 anos disse que acordou de madrugada com um homem em cima dela. Assustada, a menina perguntou quem era e o criminoso respondeu que era seu tio. A partir deste momento, começou a acariciá-la, inclusive em seu órgão genital. A menina gritou e foi socorrida pelo padrasto, que entrou em luta corporal com o autor. Mesmo de cueca, ele fugiu do local.

Com informações do Edição de Notícias 

(Atualizada às 13h50 para acréscimo de informações)

Felpuda


Vereador de Campo Grande fez pronunciamento com forte teor preconceituoso que obviamente não agradou, principalmente as mulheres. A repercussão negativa foi grande e ele teve de ler cobras e lagartos em seu perfil nas redes sociais. Assim, correu para publicar nota de esclarecimento tentando colocar panos quentes e se comprometendo a, já na próxima sessão, solicitar a retirada de sua fala dos chamados “anais da Casa”. Também, pudera!