Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Acusado de assassinato, príncipe saudita pode ter pena de morte

29 DEZ 13 - 14h:00FOLHAPRESS

Um príncipe saudita que assassinou um cidadão do país pode ser executado, informou o jornal Arab News, sem dizer o seu nome. Caso a condenação seja confirmada, será um raro exemplo de um membro da família real do país a enfrentar a pena de morte.
A possibilidade de condenação foi aberta após autorização de um alto membro da família real, o príncipe Salman. Em mensagem ao ministro do Interior, o príncipe Mohammed bin Nayef, Salman disse que a sharia (lei islâmica) "deve ser aplicada sem exceção". "Não há diferença entre grande e pequeno, rico e pobre... ninguém pode interferir na decisão do Judiciário", escreveu.

De acordo com o jornal, o pai da vítima, também não identificada, disse que não estava pronto para perdoar o assassino e que não estava satisfeito com a indenização proposta.
Na Arábia Saudita, as famílias de vítimas de assassinato são encorajadas pelas autoridades a aceitar indenização ao invés de insistir na execução do assassino. O jornal que publicou a notícia pertence a um grupo de mídia presidido por um filho do príncipe Salman, que autorizou a execução.

Em 2012, 82 condenados foram executados no país, que segue uma versão radical da lei islâmica e usa decapitações públicas em suas sentenças de morte. Raramente, porém, membros da família real são executados. O caso mais famoso tem quase 40 anos: a condenação de Faisal bin Musaid al Saud pelo assassinato de seu tio, o rei Faisal, em 1975. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ANOS 90

Com torneio como opção por vagas no Mundial, CBF é contra volta da Supercopa

Torneio reunia os campeões da Copa Libertadores
ESTADOS E MUNICÍPIOS

Bolsonaro sanciona lei que divide recursos do megaleilão do petróleo

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura
GOVERNO PRESENTE

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita
PRAIAS DO NORDESTE

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião