Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

habeas corpus negado

Acusado de ameaçar queimar esposa continua preso

21 JAN 14 - 14h:10Gabriel Maymone

Wesley Henrique dos Santos, preso acusado de ameaçar e atear fogo nos objetos e roupas da esposa, teve o pedido de liberdade negado pela Justiça. O pedido de habeas corpus foi negado por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Criminal.

A vítima, ao entrar com o processo, contou que Wesley não aceita a separação e por isso a ameaça constantemente, dizendo, aliás, que atearia fogo nos pertences dela, e na própria vítima, caso ela aparecesse no local no momento.

O acusado ainda teria ligado para os pais da vítima e dito que eles teriam que procurá-la no hospital, ou procurar o corpo dela. Acrescentou que o agressor é violento e responde por processo de participação em assalto.

Para justificar o pedido de liberdade provisória, a defesa alegou, em síntese, que não estão presentes os requisitos autorizadores da prisão preventiva, não havendo justa causa para o a prisão. Ademais, afirma possuir condições pessoais favoráveis, como ocupação lícita, primariedade e residência fixa.

O desembargador Dorival Moreira dos Santos, relator do processo, rebateu a alegação, esclarecendo: “há de se admitir a segregação cautelar do paciente, ante a necessidade de resguardar a integridade física e psíquica da vítima, tendo em vista que restou evidenciada nos autos a periculosidade do paciente, bem como sua reiteração delitiva, porquanto tem ameaçado constantemente a vítima”. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em um dia, três bolivianas e peruano são presos com cocaína na fronteira
PREJUÍZO AO TRÁFICO

Em um dia, três bolivianas e peruano são presos com cocaína na fronteira

BRASÍLIA

Governo se rende às indicações políticas para aumentar base

BRASIL

Luiz Eduardo Ramos: 'Quero fidelidade ao governo nas pautas para o País'

DOURADOS

Após morte de criança em hospital, polícia investiga suspeita de estupro

Laudo médico encontrou lesão antiga sem relação com o óbito

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião