Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

Acidente com ônibus deixa sete feridos

21 JUL 2010Por 20h:57
Bruno Grubertt

Sete pessoas ficaram feridas em acidente que envolveu um ônibus e três caminhões, na rodovia BR-163, próximo ao município de Coxim, ontem de manhã. O trecho da estrada onde a colisão ocorreu está parcialmente interditado para reformas e a falta de atenção dos motoristas pode ter sido a causa da colisão.

Por volta das 9h30min, um caminhão estava parado na barreira aguardando a liberação da pista por parte dos operários que fazem os reparos, quando o motorista de outra carreta não percebeu que ele estava parado e acabou batendo na traseira dele. O motorista de um ônibus da Viação Eucatur, com placas de Ji-Paraná (RO), que iria de Campo Grande para Rondonópolis (MT) e seguia atrás, também não teve tempo de frear e colidiu na traseira do segundo caminhão. Além dos três veículos, outra carreta bateu no ônibus, prensando-o contra o caminhão da frente.

O motorista do ônibus — que estava com 21 passageiros —, Elias Rodrigues Parreira, de 37 anos, ficou preso nas ferragens e teve de ser retirado pelo Corpo de Bombeiros. Como parte do ônibus ficou danificada, os passageiros tiveram de ser retirados pela janela de emergência do ônibus, com auxílio de uma escada dos bombeiros.
Além do motorista, que teve ferimentos leves nas pernas, outros seis passageiros ficaram com escoriações. Todos foram levados para o Hospital de Coxim e liberados à tarde, após atendimento médico.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as interdições da rodovia estão bem sinalizadas e o acidente foi causado pela falta de atenção dos três motoristas, que não reduziram a velocidade quando avistaram as placas de advertência.
Parte da pista teve de ficar interditada desde o momento do acidente e só foi liberada por volta das 14 horas. No entanto, o tráfego não foi prejudicado pois os policiais liberaram os veículos aos poucos, de acordo com o porte.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também