Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

Cancerígeno

Ação pede alertas nas embalagens de enxaguantes bucais

28 MAR 2011Por Folha03h:33

O Ministério Público Federal em Guarulhos entrou com uma ação para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) exija que fabricantes de enxaguantes bucais com álcool informem na embalagem que o produto pode causar câncer.

A ação cita uma matéria da Folha de abril de 2009. Segundo o texto do documento, estudos citados na matéria provam a relação entre câncer de boca e o uso de enxaguantes com álcool.

Uma das pesquisas foi feita no Brasil com 309 pacientes e publicada na "Revista de Saúde Pública" da USP.

De acordo com o Ministério Público, a partir da publicação da matéria, instaurou-se um inquérito civil para avaliar os riscos do produto. Um parecer da Anvisa foi requisitado.

Em março de 2010, a agência declarou que faltam provas para relacionar o uso do produto com o risco de câncer.

"A Anvisa foi negligente. A dúvida justifica a precaução. Rótulos e embalagens devem informar sobre a existência de estudos e do risco", diz Matheus Magnani, promotor e autor da ação.

A ação foi encaminhada com pedido de liminar - pode passar a valer assim que for avaliada por um juiz.

A Anvisa informou que ainda não recebeu nenhuma notificação sobre a ação e, por enquanto, não quer se manifestar sobre o assunto.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também