A política tem seus absurdos, mesmo. Nessa discussão se...

A política tem seus absurdos, mesmo. Nessa discussão se...
11/03/2011 00:00 - Ester Figueiredo


A política tem seus absurdos, mesmo. Nessa discussão se vaga pertence ao partido ou à coligação, algumas situações inusitadas estão desafiando a inteligência da galera. Existe partido que nem suplente tem para assumir e, em alguns casos, poderá empossar quem teve menos de 500 votos. Assim, assim! Mole, mole!

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".