Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

VIDA ÍNTIMA

A cada 12 dias uma pessoa troca de sexo no Brasil

5 DEZ 2010Por Informações do Globo Online11h:56

No Brasil, a cada 12 dias, em média, uma pessoa torna-se um um transexual. Desde agosto de 2008, a portaria 1.707, do Ministério da Saúde, autoriza o Sistema Único de Saúde (SUS) a realizar a troca de sexo. Além do Hospital Universitário Pedro Ernesto, no Rio de Janeiro, três outros estão credenciados: Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo e Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás. O ministério contabiliza que em dois anos foram feitas 60 cirurgias.

- Antes da operação, para mim, meu corpo era uma aberração. Diziam que eu era homossexual. Mas não me encaixava em nenhum lugar, não tinha identidade. Era uma vida sem sentido. Fiz faculdade, MBA, mas não via por que viver sendo uma aberração. Depois, nunca mais tive um momento de depressão", conta Carla Machado, de 39 anos, operada em 2008.

A preparação para a cirurgia dura, no mínimo, dois anos e é feita por uma equipe que inclui endocrinologistas, psiquiatras e assistentes sociais, além de cirurgiões. A mudança é irreversível, e médicos repetem que o paciente precisa ter certeza do que quer. A troca de sexo nem sempre é concluída na primeira cirurgia. Uma ou mais operações são feitas até que o novo órgão genital esteja perfeito estética e funcionalmente. Segundo o Ministério da Saúde, o valor médio do procedimento, sem o tratamento, é de R$ 1,3 mil. Pacientes dizem que na rede privada chega a R$ 30 mil.

Leia Também