Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

70% dos consumidores satisfeitos com comércio da capital

70% dos consumidores satisfeitos com comércio da capital
25/10/2009 12:05 -


     

O nível de satisfação do consumidor em Campo Grande, pela primeira vez, passará a ser medido de forma integral. Isto porque a Fecomércio/MS - Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul, em parceria com a Fundação Manoel de Barros (FMB) e a Universidade Anhanguera-Uniderp lançaram o Termômetro do Consumidor, uma pesquisa mensal e sistemática junto aos clientes do comércio varejista, para entender as suas expectativas antes da compra, suas percepções da qualidade dos produtos, dos serviços, dos atendimentos e das possíveis reclamações após a compra.


        

A pesquisa referente ao mês de setembro de 2009 aponta que o nível se satisfação do consumidor do comércio varejista local é de 70,5%, numa escala de 0 a 100%. Quando indagados sobre seu nível de satisfação com as suas compras, conforme o local da loja, os compradores do centro da cidade e do Shopping Campo Grande indicaram níveis muito próximos: 69,9% e 69,5%, respectivamente. Os compradores em lojas de bairros indicaram um nível de satisfação um pouco superior, com valor de 71,3%.


        

Os pesquisadores de campo entrevistaram 400 compradores durante a última semana de setembro, em vários pontos do centro e em vários bairros da cidade. ?Houve uma efetiva colaboração do consumidor em responder a entrevista e foram poucos os que recusaram. Esta adesão do cidadão em responder sobre o comercio local é um forte indicativo que ele deseja externar seus desejos e experiências durante as suas compras?, destaca o vice-presidente Edison Ferreira Araújo.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?