Quinta, 18 de Janeiro de 2018

37 mil haitianas grávidas estão nas ruas sem assistência

17 JAN 2010Por 12h:30
     

        Da redação

         

Cerca de 37.000 mulheres grávidas se encontram entre a população haitiana afetada pelo devastador terremoto de 12 de janeiro, e suas vidas correm perigo por causa da falta de comida, água potável e atenção médica, advertiu neste domingo, 17, a ONG Care.

Além das grávidas, a situação também é crítica para um número indeterminado de mães recentes que estão amamentando seus bebês, assim como para os próprios recém-nascidos, em um país onde a metade da população é menor de 18 anos.

Com informações da Agência EFE

         

Leia Também