Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

23 dos 78 municípios de MS não devem pagar, amanhã, salários aos seus servidores

23 dos 78 municípios de MS não devem pagar, amanhã, salários aos seus servidores
06/10/2009 23:40 -


     

        Karine Cortez

         

Dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul, pelo menos 23 devem atrasar os salários que deveriam ser pagos amanhã aos seus servidores. A avaliação é da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) com base num levantamento feito pela entidade que prevê piora da crise com a chegada do 13º salário. "Fizemos uma análise para saber como realmente está cada município e a partir de agora vamos nos reunir para delinear metas e tentar driblar a crise. Mas, se eles não têm condições de honrar os salários em dia, imagine o décimo terceiro?", indagou o presidente da Assomasul e prefeito de Terenos, Beto Pereira. As grandes cidades ficaram de fora da lista, mas também correm sério risco de não conseguir pagar o 13º salário.

        Se não bastasse a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) também despencou e só vem agravando a crise. O município de Bandeirantes, por exemplo, cuja folha de pagamento chega aos R$ 430 mil, só deve pagar o salário de setembro no próximo dia 20 de outubro, conforme informou o prefeito Flávio Adreano Gomes. "Está difícil conseguir honrar a folha até o 5º dia útil e só vou pagar no dia 20", enfatizou Flávio. Portanto, pelo menos 360 servidores terão que esperar.

Felpuda


Engana-se quem acha que diminuiu a voracidade de ter fatia de cobiçado bolo por parte de “quem manda”. O recuo realmente houve, mas só por enquanto e por uma questão de estratégia, até porque, nas primeiras investidas, as portas não se abriram. E continuam fechadas. Mas quem conhece bem a dita figurinha aposta que ela não desistirá até encontrar, digamos,  um “chaveiro amigo”. Essa gente não sossega nem diante da pandemia... Afe!