Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

2014 diferente: saiba como cumprir as promessas de Ano-Novo

31 DEZ 13 - 04h:00terra

Entra ano e sai ano, o ritual é sempre o mesmo. Além de usar roupa branca, pular sete ondinhas e desfrutar de uvas e lentilhas, fazer uma série de promessas para o novo período que se inicia já virou tradição entre os brasileiros. Apesar disso, boa parte das resoluções feitas no dia 31 de dezembro acaba sendo esquecida logo na primeira semana de janeiro.

Nem sempre fáceis de realizar, as metas traçadas para os próximos 12 meses precisam, antes de tudo, serem analisadas com cautela por quem as listou. Isso porque muitas pessoas visam objetivos que se distanciam muito daquilo que elas realmente podem alcançar com seu esforço e dedicação.

“As promessas desmedidas, construídas com base em um ideal, tendem a ser abandonadas naturalmente por não terem feitas com critério. Por isso, é fundamental que haja certo cuidado na hora de elaborá-las para que não se construa um movimento negativo, gerando decepções demasiadas e, futuramente, a falta de perspectiva diante da vida e de si mesmo”, ressalta Priscilla Cardoso, psicóloga e psicanalista de São Paulo.

Para não ter erro, vale a pena fazer um exercício de autoconhecimento e autocrítica para que as metas estipuladas para 2014 sejam possíveis, pois de nada adianta planejar uma viagem à Europa, se os custos do passeio não couberem no orçamento. Também é interessante traçar uma estratégia especial que ajude a colocar em prática tudo o que foi proposto.

Nesta hora, o segredo é detalhar os objetivos e estabelecer a forma mais palpável de alcançar cada um deles, avaliando bem todas as possibilidades, assim como a importância da realização de todos os desejos.

Além disso, recomenda-se colocar as metas no papel e deixá-las num local visível para que não caiam no esquecimento, além de estabelecer uma data para chegar ao que se deseja e monitorar os progressos (anotar os quilos que perdeu em caso de uma dieta, por exemplo), mesmo que pequenos. Isso dá uma noção bem concreta do que está funcionando e o que não está. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

Eu só quero transparência, tá ok?

Confira o seu astral para esta quinta-feira
ASTRAL

Confira o seu astral para esta quinta-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quinta-feira: "Otimismo de fim de ano"

ARTIGO

Beto Pereira: "Parceria público-privada: segurança jurídica e qualidade de serviços"

Advogado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião