Domingo, 20 de Maio de 2018

COMÉRCIO

Varejo brasileiro deve crescer 3% neste mês

29 NOV 2011Por infomoney00h:01

As vendas do varejo brasileiro devem registrar crescimento real de 3% em novembro, na comparação com o décimo primeiro mês do ano passado. É o que estima o IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), divulgado ontem (28), pelo IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo).

Para dezembro, a previsão é de alta de 3,2%, enquanto para janeiro a expansão estimada é de 5%, no confronto com os mesmos meses de 2010 e 2011.

Setores
Na análise por segmento, os dados revelam que o segmento de bens não-duráveis continua apontando crescimentos tímidos e até mesmo números negativos. De acordo com o levantamento, em novembro, a previsão é de queda de 1,7%. Já em dezembro e janeiro, a expectativa é de alta de 1,6% e 2,9%, respectivamente.

No segmento de bens semiduráveis, a estimativa é de alta entre 2,1% e 6,1% entre novembro deste ano e janeiro de 2012. O varejo de bens duráveis mantém perspectivas bem positivas que os demais segmentos, com taxa de crescimento entre 7,5% e 10,3% até janeiro.

A crise e o varejo
Os entrevistados apontaram, novamente, uma desaceleração da atividade econômica, o que reflete diretamente na atividade trabalhista, devido a instabilidade na conjuntura econômica internacional.

Segundo o IDV, as indefinições sobre as medidas de resgate das economias dos países da zona do Euro afetados pela crise da dívida pública seguem sendo a tônica do noticiário internacional e, por consequência, afetam fortemente as decisões dos agentes econômicos. “Apesar da aprovação do plano de resgate europeu, a perspectiva de curto e médio prazos segue de estagnação da economia europeia”, disse, em nota.
 

Leia Também