Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Flamengo

Sócio acusado de agressão é suspenso

18 FEV 13 - 19h:10terra

O Flamengo anunciou nesta segunda-feira que o sócio-proprietário Luiz Cláudio “Cacau” Cotta da Silva Monteiro, ex-dirigente na gestão de Patrícia Amorim, está suspenso por 30 dias. Ele foi acusado pelo atual gerente-executivo Clément Izard de agressão física e moral durante o clássico deste domingo, contra o Botafogo, no Engenhão.

A medida cautelar de suspensão foi assinada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello. De acordo com o clube rubro-negro, Cacau Cotta estaria insatisfeito com a demissão da irmã, ex-funcionária do Fla, foi enquadrado no artigo 60 da instituição. Ele, agora, responderá a um processo disciplinar.

“A democracia permite a discordância de ideias e a convivência dos opostos. Jamais a violência e a intimidação”, publicou o clube, em nota oficial intitulada “Um basta à violência e à intimidação” nesta segunda-feira. “Atitudes como estas não serão toleradas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em operação no MS, Receita apreende R$ 1 milhão em contrabando do Parguai
CAÇA AOS MUAMBEIROS

Em operação, Receita apreende R$ 1 mi em contrabando

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas
SECOU O GARGALO

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas

Moradora de Sonora <br> consegue R$ 1 milhão para hospital
DOAÇÃO

Moradora de Sonora consegue R$ 1 milhão para hospital

CORRUPÇÃO

TRF reduz pena, mas mantém condenação de ex-presidente da Petrobras

Sentença de Aldemir Bendine caiu de 11 anos para 7 anos e 9 meses

Mais Lidas