Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

nome sujo

Prefeitura não repassa valor e prejudica servidor

24 FEV 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

A Prefeitura de Campo Grande tem descontado, em dia, o valor da parcela de empréstimos consignados feitos por servidores públicos municipais aposentados, mas deixado de fazer o pagamento à Caixa Econômica Federal na data correta. Enquanto o município não honra o compromisso, servidores que fizeram empréstimos recebem, em casa, cartas do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) com o alerta de que terão o nome negativado por falta de pagamento da parcela do consignado. Devido à falta de regularidade na operação, a Prefeitura de Campo Grande pode perder dinheiro, com o pagamento de juros ao banco, devido aos atrasos.

De acordo com matéria publicada na edição desta segunda-feira (24) do jornal Correio do Estado, os empréstimos consignados são descontados diretamente na folha de pagamento. A transação é simples: o servidor faz um empréstimo junto a uma instituição financeira - no caso, é a Caixa Econômica Federal (CEF) - e a prefeitura se compromete a descontar o valor da parcela direto do pagamento do funcionário e repassar o dinheiro ao banco, na data de vencimento acordada.

Em Campo Grande, porém, a administração do prefeito Alcides Bernal (PP) tem feito o desconto na folha de pagamento, ainda no início do mês, e atrasado o pagamento do consignado à Caixa Econômica Federal. Com isso, servidores correm o risco de terem o nome negativado e, consequentemente, sofrerem restrições de crédito mesmo após o desconto do valor mensal do empréstimo. A reportagem é de Patrícia Belarmino.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em operação no MS, Receita apreende R$ 1 milhão em contrabando do Paraguai
CAÇA AOS MUAMBEIROS

Em operação, Receita apreende R$ 1 mi em contrabando

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas
SECOU O GARGALO

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas

Moradora de Sonora <br> consegue R$ 1 milhão para hospital
DOAÇÃO

Moradora de Sonora consegue R$ 1 milhão para hospital

CORRUPÇÃO

TRF reduz pena, mas mantém condenação de ex-presidente da Petrobras

Sentença de Aldemir Bendine caiu de 11 anos para 7 anos e 9 meses

Mais Lidas