Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

incentivo

MS vai iniciar planos municipais de leitura junto as prefeituras

23 SET 11 - 14h:20DA REDAÇÃO

Um ano depois do início do projeto de construção do Plano Estadual do Livro e Leitura (PELL), 1.200 dirigentes e educadores se reuniram novamente em Bonito na noite desta quinta-feira (22) para a apresentação do Plano. Com as presenças de representantes dos Ministérios da Educação e da Cultura e da Abril Educação, o governador André Puccinelli e a secretária de Estado de Educação, Nilene Badeca, fizeram a entrega do PELL e deram a largada para a importante etapa que vem a seguir, a de construção dos Planos Municipais do Livro e Leitura (PMLL).

O Plano Estadual, um documento que vai nortear as diretrizes para o desenvolvimento na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas, foi apresentado na abertura do MS em Letras - II Encontro Estadual do Livro e Leitura. O evento levou ao Centro de Convenções de Bonito os diretores de todas as escolas da Rede Estadual de Ensino, os secretários municipais de Educação de todo o Estado, dirigentes de Estados brasileiros que estão participando na cidade da III Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação, e representantes dos ministérios e do setor privado parceiros na construção do PELL.

Mato Grosso do Sul é o primeiro Estado a ter seu plano definido, desenvolvido em parceria entre a Secretaria de Estado de Educação e Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, com apoio dos ministérios das duas pastas e da Abril Educação. Ao fazer simbolicamente a entrega do PELL/MS ao secretário-executivo do Ministério da Educação, José Henrique Paim, o governador André Puccinelli consolidou a superação do desafio de atender o que previa o Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) e construir o documento em nível estadual. A iniciativa mereceu reconhecimento público do representante ministerial.

“Mato Grosso do Sul tem conseguido constantemente bater marcas de integração da Rede Estadual de Ensino com as redes municipais; tem sistematicamente executado programas nacionais e os replicados em âmbito estadual. Mato Grosso do Sul foi um dos primeiros estados a elaborar o seu Plano de Ações Articuladas – o PAR – que é a ligação do Ministério com os Estados e tem conseguido atender a todos os municípios com o Pro-Infância, um programa na Educação Infantil. E hoje dá mais um passo: a apresentação do PELL e o lançamento de um movimento para ampliar e executar metas”, elogiou Paim.

Responsabilidade

A secretária estadual de Educação destacou que o PELL MS é composto de quatro eixos, com várias metas, e orientações a serem seguidas para atingi-las. “Nós vamos orientar os diretores sobre como trabalhar, vamos demonstrar a importância da motivação das crianças, e de trabalhar a leitura desde a educação infantil. Embora muitas escolas já desenvolvam programas voltados para o tema, o PELL chega com metas e orientações mais concretas para o desenvolvimento das atividades em prol do livro e da leitura".

Parceira da SED na elaboração, a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, conforme seu presidente, Américo Calheiros, “acredita no livro e na leitura como força maior da expressão da identidade cultural de um País”. “E esse é um instrumento para construirmos cidadãos com consciência formadora e crítica”, frisou.

O MS em Letras – II Encontro Estadual do Livro e Leitura continua nesta sexta-feira (23), quando representantes da SED, FCMS e Ministério da Educação estarão à disposição dos dirigentes municipais de Educação para discutir a construção dos planos municipais. A secretária-executiva do Plano Nacional do Livro e Leitura, Maria Antonieta Antunes Cunha, fará uma exposição sobre “Políticas Públicas para Leitura”.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

IMPASSE COM O SETOR

Diretoria da ANTT aprova suspensão da nova tabela de fretes

ECONOMIA

Em nova proposta, governo agora quer limitar saques do FGTS a R$ 500 em 2019

Procuradoria descarta indiciar Cristiano Ronaldo por acusação de estupro
ASTRO PORTUGUÊS

Procuradoria descarta indiciar Cristiano Ronaldo por estupro

Soraya Thronicke perde ação contra suplente na Justiça
SENADORA

Soraya Thronicke perde ação contra suplente na Justiça

Mais Lidas