Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

DELEGADO:

Homem que atropelou e matou menina poderia ter desviado

1 MAR 12 - 12h:00Lúcia Morel e Gabriel Maymone

Preso por atropelar e matar a menina Rayane de Amorim Piccelli Pereira, de 6 anos, em frente a uma escola, ontem (29), no Bairro Iguatemi, em Campo Grande, Magno Henrique Martins dos Santos foi apresentado, nesta manhã (01), pela polícia.

O delegado Weber Luciano de Medeiros, responsável pelo caso, disse que, nos próximos dias, será feita a reconstituição do acidente para apurar a versão do acusado. Mas ele já adianta que Magno tinha ampla visão da cena e que haviam apenas três crianças no local.

Ele negou que tenha provocado o acidente. “Não consegui desviar das crianças, eram muitas”, disse o acusado, alegando que não estava correndo.

Quando questionado sobre os disparos feitos em frente a área escolar pela polícia, o delegado diz que os disparos foram feitos para cima em um local ermo. “Assim que a polícia se aproximou das pessoas os tiros cessaram”, afirma.

Abordagem

Outro ponto em que a polícia discorda da versão do suspeito é a forma com que ocorreu a abordagem. Segundo Magno, ele não havia se dado conta de que tinha atropelado a menina e, apenas quando percebeu o que aconteceu, parou.

Já de acordo com o delegado, os policiais perseguiram o suspeito e, assim que estavam em posição de segurança, atiraram no pneu da moto para prender Magno. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Número de empresas e organizações ativas no Brasil cai 0,4% em 2017

Deputados prorrogam votação da LDO-2020
MOROSIDADE

Deputados prorrogam votação da LDO-2020

BRASIL

Organização que fraudava tributos federais é alvo de operação da PF

ECONOMIA

Juros do rotativo do cartão de crédito subiram para 299,8% ao ano

Mais Lidas