SÉRIE D

Vitória fora de casa dá fôlego ao Operário na briga pela classificação

Galo bateu a Anapolina e somou primeiros pontos
19/05/2019 15:44 - JONES MÁRIO


 

O Operário segue na lanterna do Grupo 11 do Campeonato Brasileiro Série D, mas ganhou novo fôlego na corrida por classificação para a segunda fase.

Neste sábado (18), o Galo venceu a Anapolina por 1 a 0, no Estádio Jonas Duarte, em Anápolis (GO), pela terceira rodada da competição. O gol do time campo-grandense foi marcado pelo atacante Régis Wenzel.

Com o resultado, o Operário somou seus primeiros 3 pontos na tabela, mas tem saldo negativo de 2 gols. O líder da chave é o Patrocinense-MG, com 4 pontos e saldo positivo de 1 gol, seguido pela Anapolina, que tem a mesma pontuação e saldo zero. O União-MT é o terceiro colocado, com 3 pontos e 1 gol de saldo.

Segundo o regulamento da quarta divisão, avançam à segunda fase somente os 17 primeiros e os 15 melhores segundos colocados de cada chave.

No complemento da terceira rodada, o União recebe o Patrocinense no Luthero Lopes, em Rondonópolis (MT), nesta segunda-feira (20). O duelo está previsto para 20h10min (MS).

O Galo, por sua vez, volta a campo para a quarta rodada e primeira do returno no domingo (26), quando receberá a Anapolina. A partida está previamente marcada para o Morenão, às 16h (MS), mas deve ser realocada para o Estádio das Moreninhas.

CORUMBAENSE

Pelo Grupo 10, o Corumbaense perdeu pela primeira vez na Série D 2019 neste sábado. O algoz foi o Iporá-GO, que bateu o Carijó por 2 a 0 em pleno Estádio Arthur Marinho, em Corumbá.

O revés mandou o Corumbaense para a terceira posição, com 4 pontos e saldo negativo de 1 gol. O Sinop-MT lidera com 5 pontos, seguido pelo Iporá, que tem 4 pontos e saldo zero. O Palmas-TO está na lanterna, com 2 pontos.

O Carijó tenta revanche contra o Iporá no domingo (26), às 14h30min (MS), pela quarta rodada. O duelo está previsto para o Estádio Ferreirão, em Iporá (GO).

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".