Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BRASILEIRÃO

Vasco quebra tabu de 12 anos e vence o Inter em Porto Alegre

20 OUT 19 - 18h:13ESTADÃO CONTEÚDO

O Vasco conquistou a sua terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro ao bater o Internacional por 1 a 0, neste domingo, no Beira-Rio, pela 27.ª rodada. O time carioca, em alta, já chegou aos 37 pontos e ficou bem distante da zona de rebaixamento. O clube gaúcho vive o seu pior momento na competição, tendo somado apenas seis pontos nos últimos sete jogos. Esta foi sua primeira derrota como mandante e ainda permitiu a quebra de um tabu de 12 anos sem perder para o Vasco em Porto Alegre. E o manteve com 42 pontos, em sexto lugar.

O Vasco já tinha antes vencido em casa o Fortaleza, por 1 a 0, e o Botafogo por 2 a 1, além de ter empatado fora sem gols com o Avaí, completando agora quatro jogos sem perder. Restou apenas ao Inter valorizar a grande atuação do goleiro Fernando Miguel, do time carioca, além de reclamar muito de um gol de D'Alessandro anulado após consulta ao VAR.

O jogo começou movimentado, com os dois times aproveitando o clima frio para acelerar o ritmo, tendo o Internacional no esquema 4-4-2, contra o 4-3-3 do Vasco. Com o duelo disputado em alta velocidade, os lances perigosos saíram de ambos os lados. O primeira do time da casa, aos 15 minutos, quando Guerrero fez o passe diagonal para D'Alessandro que na frente da área bateu muito embaixo da bola, que subiu bem acima do travessão.

O visitante respondeu em chute cruzado de Felipe Ferreira, que exigiu um salto e a espalmada de Marcelo Lomba. Na sequência, Rossi pegou o rebote e cruzou rasteiro em direção à pequena área e quase Heitor fez com contra na tentativa de aliviar com o pé esquerdo. Estas duas jogadas aconteceram aos 24 minutos.

No minuto seguinte, novamente, outra tentativa de D'Alessandro. Na frente da área, desta vez ele bateu com efeito e em curva exigindo grande defesa de Fernando Miguel que espalmou para escanteio. Nesta altura, o Inter já era melhor em campo, com maior volume. Aos 38 minutos, Patrick perdeu boa chance ao cabecear por cima do travessão o cruzamento perfeito de Heitor.

De tanto insistir, na terceira finalização D'Alessandro balançou as redes, porém, o lance foi anulado pelo VAR. O meia cobrou escanteio em direção à pequena área, onde o zagueiro Victor Cuesta se chocou com Henrique, mas o goleiro Fernando Miguel conseguiu dar um soco na bola e aliviar. O rebote ficou com D'Alessandro que bateu colocado no ângulo.

Chamado pelo VAR, o árbitro paulista Vinícius Gonçalves Dias Araújo demorou seis minutos para reconsiderar a sua decisão e anotar a falta. Além disso, o jogo ainda ficou mais dois minutos parado por causa das reclamações que, inclusive, valeram cartões amarelos para D'Alessandro e para o técnico vascaíno Vanderlei Luxemburgo.

No recomeço do jogo, Ribamar quase fez o gol carioca. Ele recebeu em velocidade e deu a cavadinha, mas a bola foi para fora. Para completar a lambança, o árbitro prometeu dar cinco minutos e acréscimos e se confundiu, encerrando o jogo no tempo normal gerando novas reclamações coloradas.

No intervalo, machucado, Ribamar ficou nos vestiários e Luxemburgo reforçou a marcação do meio-campo com o volante Guarín. O Vasco ganhou o setor e passou a criar chances, principalmente pelo lado esquerdo. E aos sete minutos saiu o gol Henrique cruzou no alto, com Marrony desviando levemente para o chute de Rossi. Marcelo Lomba deu rebote, a bola ficou quicando na área, Bruno Fuchs caído não aliviou até que Marrony empurrou para as redes.

Após alguns minutos de nervosismo, o Inter encurralou o Vasco em seu campo defensivo. Tanto que criou quatro chances seguidas para empatar. Com D'Alessandro aos 19, com Sarrafiore aos 20, e aos 21 e aos 22 em cabeceios de Cuesta, espalmados por Fernando Miguel. O goleiro já tinha neutralizado as duas oportunidades anteriores, virando o destaque do time visitante.

Na tentativa de revitalizar o Vasco, Luxemburgo promoveu outras duas mudanças. Tirou o meia Felipe Ferreira para a entrada do meia Marcos Júnior e depois com Gabriel Pec na vaga de Rossi. Aos 35 minutos, o técnico já levantou os braços e avisou seus atletas: "o jogo acabou". Era o recado para priorizar a marcação e fechar a defesa.

Mesmo assim, num contra-ataque, aos 37, quase Gabriel Pec pegou o passe de Marrony para ampliar o placar. Mas a bola pegou no seu joelho e subiu na dividida com Marcelo Lomba.

A melhor chance do empate esteve justamente com seu principal atacante: Guerrero. Após levantamento de Serrafiore, o atacante matou a bola no peito e fez o giro, mas acabou esbarrando na saída no chão de Fernando Miguel. Os últimos minutos foram de pressão colorada e catimba vascaína. Mas o placar não mudou.

Os times voltam a campo no próximo sábado, fora de casa. O Inter vai enfrentar o Bahia, em Salvador, na Fonte Nova, enquanto o vasco vai pegar o Ceará, no Castelão, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 0 X 1 VASCO

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Heitor, Víctor Cuesta, Bruno Fuchs e Zeca (Wellington Silva); Bruno Silva, Patrick, Edenílson e D'Alessandro; Nico López (Sarrafiore) e Guerrero. Técnico: Ricardo Colbachini.

VASCO - Fernando Miguel; Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Bruno Gomes, Richard e Felipe Ferreira (Marcos Júnior); Rossi (Gabriel Pec), Marrony e Ribamar (Guarín). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOL- Marrony, aos sete minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP).

CARTÕES AMARELOS - D'Alessandro, Patrick e Bruno Silva (Internacional). Guarín e Vanderlei Luxemburgo (Vasco).

RENDA - R$ 928.260,00.

PÚBLICO - 21.273 pagantes (24.908 total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Torcida lota porta do CT para se despedir do elenco do Fla antes da viagem a Lima
LIBERTADORES

Torcida lota porta do CT para se despedir do elenco do Fla antes da viagem a Lima

CBF divulga calendário exclusivo do futebol feminino para temporada de 2020
BRASILEIRÃO FEMININO

CBF divulga calendário exclusivo do futebol feminino para temporada de 2020

Após má fase, Rodrigo Caio aponta 'orgulho' por disputar final da Libertadores
FLAMENGO

Após má fase, Rodrigo Caio aponta 'orgulho' por disputar final da Libertadores

Pelé comemora 50 anos de seu histórico milésimo gol na carreira
REI DO FUTEBOL

Pelé comemora 50 anos de seu histórico milésimo gol na carreira

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião