Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VOLÊI DE PRAIA

Trio do Estado disputa etapa <br>brasileira do Circuito Mundial

Torneio realizado em Itapema (SC) conta pontos na corrida olímpica para Tóquio 2020
14/05/2019 11:01 - JONES MÁRIO


 

O Circuito Mundial de vôlei de praia para no litoral catarinense a partir de hoje, para a disputa da etapa quatro estrelas de Itapema. A fase vale pontos para a corrida olímpica que definirá as duplas brasileiras nos Jogos de Tóquio-2020 e tem três sul-mato-grossenses inscritos – Saymon, Talita e Victoria. 

Para os homens, a etapa é a terceira a contar pontuação para a caminhada rumo à Olimpíada. Pedro Solberg e Vitor Felipe (RJ/PB) lideram a corrida, com 720 pontos. Saymon e o carioca Guto aparecem em seguida, com 640, mesma pontuação de Evandro e Bruno Schmidt (RJ/DF). Conforme critério da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), cada país pode ter até duas duplas em cada naipe.

As mulheres dão início à segunda etapa válida pela corrida para Tóquio-2020. Com o ouro conquistado na etapa de Xiamen, na China, Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) saíram na frente e têm 800 pontos. Em seguida, estão Talita e a cearense Taiana, com 480 pontos.

A sul-mato-grossense é a brasileira em atividade mais vencedora de etapas do Circuito Mundial, com 34 ouros. A veterana de 36 anos fará sua estreia em Itapema. Ela estava grávida nos torneios realizados na cidade em 2017, pelo Circuito Brasileiro, e 2018, pelo Circuito Mundial.

Já Victoria e a sergipana Tainá participam de sua primeira etapa da competição internacional este ano. A dupla jogou cinco fases do torneio em 2018, com uma medalha de bronze na etapa uma estrela de Miguel Pereira (RJ) como melhor resultado.

Do trio estadual, apenas Talita começa a disputa na fase classificatória e precisa vencer partidas eliminatórias para avançar. Já Victoria e Saymon têm vaga garantida na fase de grupos. No total, a etapa de Itapema conta com 16 duplas brasileiras.

Na fase de grupos, os times são divididos em oito grupos, com quatro parcerias cada. Na primeira rodada, a dupla com melhor ranking dentro de cada chave joga contra a dupla de pior colocação, e as outras duas intermediárias jogam entre si.

Os vencedores das partidas se enfrentam na segunda rodada e quem levar a melhor fica com o primeiro lugar do grupo e a vaga direta para as oitavas de final.

O perdedor fica em segundo lugar e vai para a repescagem. Já as duplas derrotadas na primeira rodada duelam pela terceira colocação. Quem vence vai à repescagem e quem perde está eliminado. Depois, o torneio passa a ser disputado no sistema de eliminatória simples, com repescagem, oitavas, quartas, semifinais e finais.

As etapas do Circuito Mundial são classificadas de uma a cinco estrelas desde 2017, com variação no valor da premiação e no total de pontos ofertados. A fase de Itapema distribuirá R$ 1,2 milhão em prêmios para todos os times em disputa – R$ 80 mil para a dupla campeã de cada naipe.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.