Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

FUTEBOL

Tite fala sobre a possível transferência de Neymar para o PSG

29 JUL 2017Por Folhapress18h:26

O técnico Tite, da seleção brasileira, falou sobre a possível transferência de Neymar para o PSG, da França. O treinador acredita que o atacante do Barcelona tomará a decisão correta.

"Fico muito tranquilo. Temos que ter o limite das nossas ações, mas fico na torcida. Tenho certeza que ele vai atender algumas situações que são interessantes para ele especificamente, e consequentemente para o clube onde ele vai estar, que é jogar em alto nível, estar com uma comissão técnica de alto nível e estando feliz. Quando conseguimos de alguma forma relacionar esse lado pessoal com a qualidade de trabalho, torna-se próximo de estarmos na nossa excelência. Qualquer que seja a decisão tenho certeza que será bem encaminhada nesse aspecto", disse em entrevista à Rádio 730.

O treinador também explicou que não chegou a conversar com Neymar sobre qual a melhor decisão que o jogador deve tomar. "Há um limite do técnico. Nem com Neymar, nem com Diego Souza, nem com Renato e nem com Willian. Eu não me dou o direito. O técnico tem que saber qual é o seu limite. Não pode sobrepor os limites da seleção brasileira aos limites pessoais do atleta. Se fosse o contrário, eu também não iria gostar", afirmou.

Ainda sobre Neymar, Tite também foi questionado sobre o desentendimento do jogador com o lateral Nélson Semedo no treino do Barcelona, na última quinta-feira. O técnico prefere esperar para saber o que realmente aconteceu.

"A primeira coisa que eu pude como pessoa, não só como técnico, é saber exatamente a informação e tudo que se passou. Se não, a gente acaba emitindo opinião em cima de versões. A coisa que mais me incomoda enquanto profissional é alguma pessoa fazer uma análise em cima de uma informação errada. É ainda bastante recente (a confusão do Neymar). A gente precisa saber a real versão dos fatos acontecidos e tudo aquilo que o ambiente tenha gerado. A partir daí, tem que ter o encaminhamento. Tenho muito cuidado para ter a real informação daquilo que aconteceu e fazer meu próprio julgamento", disse.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também