Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TÊNIS

Thomaz Bellucci volta ao top 30 depois de quatro anos

No ranking mundial o brasileiro aparece no 30º lugar
24/08/2015 16:00 - GAZETA ESPORTIVA


 

Thomaz Bellucci vive sua melhor fase nos últimos tempos. Nesta segunda-feira, a ATP divulgou a atualização do ranking mundial em que o brasileiro aparece no 30º lugar, sua melhor posição desde o dia 20 de junho de 2011, quando ocupava a 28ª colocação.

Bellucci, que começou 2015 como 64º do mundo, vem conquistando importantes resultados após um complicado início de ano. Na atual temporada, o paulista de Tietê conquistou o ATP 250 de Genebra e chegou às semifinais em Gstaad e em Quito. De quebra, o brasileiro ainda garantiu ser um dos 32 cabeças de chave no Aberto dos Estados Unidos, que começará no dia 31 de agosto.

Na semana passada, Bellucci competiu no Masters 1000 de Cincinnati, onde foi eliminado na segunda rodada pelo tcheco Tomas Berdych. Nesta terça-feira, o número 1 do Brasil estreia no ATP 250 de Winstom-Salem, nos Estados Unidos, contra o australiano James Duckworth (92º) ou contra o norte-americano Frances Tiafoe (275º). Por ser o cabeça de chave 6, ele começa o torneio já da segunda rodada.

Os demais brasileiros não tiveram grandes alterações no ranking. João Souza, o Feijão, subiu da 90ª para a 89ª posição. O veterano André Ghem, de 33 anos, caiu do 128º para o 129º lugar, enquanto o também gaúcho Guilherme Clezar perdeu uma colocação, ocupando agora o 168º posto na lista da ATP. Por fim, Rogério Dutra Silva desceu três degraus, encontrando-se em 190º.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.