quarta, 18 de julho de 2018

Mercado da bola

São Paulo acelera renovações dos
garotos Liziero, Helinho e Perri

15 ABR 2018Por FOLHAPRESS12h:02

Se para renovar com Militão, que pode assinar com outros clubes de graça a partir de julho, o São Paulo encara dificuldades, a ordem no clube foi se antecipar para proteger outras promessas da base. Por isso, a diretoria acelerou o processo para estender os vínculos de mais três garotos formados em Cotia: o goleiro Lucas Perri, o volante Liziero e o atacante Helinho. A nova validade dos contratos ainda não foi divulgada, mas o clube do Morumbi possui 100% dos direitos econômicos de todos eles.

Do trio, quem tem o contrato mais perto do fim é Perri, até 30 de julho de 2019. Assim, ficaria livre a partir de janeiro. Aos 20 anos, ele é o terceiro goleiro do elenco profissional e chegou a ficar no banco de reservas nesta temporada enquanto Sidão esteve machucado. A Roma já demonstrou interesse em buscar o arqueiro são-paulino, o que contribuiu para a atitude da diretoria tricolor.

O vínculo de Liziero vai até 7 de fevereiro de 2020, mas é considerado o caso mais urgente, até pela ascensão meteórica nas últimas semanas. Versátil, já atuou como meia, volante e lateral-esquerdo na base e no profissional - disputou oito partidas desde a promoção. O crescimento atraiu a atenção de clubes europeus e fez o São Paulo correr. A renovação está muito perto de ser sacramentada com o jovem que foi chamado de craque pelo técnico Diego Aguirre.

A situação mais tranquila é a de Helinho. A diretoria, entretanto, não quer passar por apuros como acontece com Militão, que deve ter valorização considerável no salário, ou por novo caso como o de Marquinhos Cipriano, que se recusou a renovar e já pode acertar com outros clubes. O contrato de Helinho vai até 30 de novembro de 2020. O atacante de 17 anos, a partir dos próximos dias, passará por duas semanas de observação no CT da Barra Funda para saber se será ou não efetivado por Aguirre no elenco profissional.

Leia Também