BRASILEIRÃO

Santos vence mais uma e entra na briga pelo G4

Santos vence mais uma e entra na briga pelo G4
03/09/2015 22:11 - bandf


 

O Santos entrou de vez na briga por uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, o Peixe recebeu a Chapecoense e venceu por 3 a 1. Essa foi a terceira vitória seguida da equipe, que chegou aos 33 pontos e está a apenas três do Atlético-PR, atual quarto colocado.

Em grande fase, o Santos foi amplamente superior a Chapecoense durante toda a partida e pouco foi assustado pelo adversário. A primeira chance foi logo aos quatro minutos de jogo, com Ricardo Oliveira. O artilheiro do Brasileirão marcaria mesmo aos 15, aproveitando de primeira o cruzamento de Marquinhos Gabriel.

Aos 28 minutos o atacante recebeu na área e forçou a passagem, caiu e o arbitro assinalou pênalti. O próprio Ricardo Oliveira foi para a cobrança, mas o goleiro Danilo defendeu. Apesar do gol não marcado, o Santos seguiu melhor e não se abateu.

Na segunda etapa o Santos aumentou o placar aos 13 minutos com um golaço de Geuvânio. O atacante recebeu na esquerda, cortou para o meio e deu um chutaço no ângulo. Depois do segundo gol, o jogo caiu um pouco de ritmo.

Mas aos 30 minutos o artilheiro do campeonato voltaria a aparecer. Zeca cruzou da esquerda e Ricardo Oliveira subiu no meio da zaga catarinense para testar pro gol. Muito superior, o santos relaxou e deixou a Chapecoense melhorar.

Aos 37 minutos Vanderlei fez grande defesa em chute de Camilo, mas não evitou o gol de Neto no minuto seguinte. O zagueiro, ex-santista, aproveitou cobrança de escanteio para marcar com o pé direito, mas não houve tempo para mais nada. Agora o Santos é o 8º com 33 pontos. A Chapecoense está na 12ª posição, com 28.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".