Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BRASILEIRÃO 2019

Reservas do Galo vacilam e Bahia vence no Independência

24 AGO 19 - 14h:23RAFAEL RIBEIRO

O Atlético entrou em campo para o duelo contra o Bahia, na manhã deste sábado, no Independência, com uma formação reserva. Com um importante jogo pela Copa Sul-Americana, o Galo foi com o time alternativo, mas este não foi forte o suficiente e o Tricolor venceu, por 1 a 0.

O Bahia foi um time mais organizado em campo, mesmo com a pressão e abusou da sua estratégia defensiva para ganhar o jogo. Ainda no primeiro tempo, a equipe conseguiu o gol com Gilberto e carregou a vantagem até o fim do jogo para superar o Galo em território mineiro.

O resultado deixa o Bahia na oitava colocação, com 24 pontos. O Atlético perde a segunda consecutiva e segue parado na quinta posição, com 27 tentos.

Na próxima rodada, o Galo enfrenta o Corinthians, no domingo, às 19h (de Brasília), na Arena Itaquera. Já o Bahia tem o CSA, na Fonte Nova, no próximo sábado, às 17h.

Primeiro tempo

O Atlético entrou em campo com seu time completamente reserva. A ideia da comissão técnica era dar mais descanso aos titulares que tem um confronto importante na próxima terça-feira, na Colômbia, pela Copa Sul-Americana, contra o La Equidad.

O Bahia entrou em campo com uma formação mais conservadora, mas o técnico Roger Machado – que defendeu o Atlético há alguns anos – comemorou o fato de contar com Gilberto em campo. Vale lembrar que na última partida o atacante ficou fora por um desconforto.

Os primeiros minutos mostraram muita igualdade entre as equipes no gramado. Tanto Atlético quanto Bahia se estudavam bastante e o jogo ficava sempre travado no meio campo. Os primeiros 15 minutos foram de bolas na zona sem perigo e sem grandes oportunidades.

Aos 20, o Bahia conseguiu uma boa chegada e seu gol. Em cruzamento da direita, Nino Paraíba colocou na área e Gilberto, com muita categoria, colocou dentro do gol. O goleiro Cleiton só olhou.

Após o tento, o Atlético se mandou para o ataque. A expectativa era, pelo menos, empatar, mas tinha dificuldades. Problemas com a própria equipe e a situação de alguns atletas em campo que não dispunham, nesta partida, de qualidade técnica adequada para estar em campo.

O Galo conseguiu criar três boas oportunidades – nada de grandioso, mas ainda assim chances contundentes. Em todas o goleiro Douglas fez importantes defesas.

Segundo tempo

O Atlético voltou para a etapa complementar com maior intensidade. Todavia, não conseguia fazer disso boas oportunidades. O Galo ficava com a bola nos pés, mas não chutava a gol.

O técnico Rodrigo Santana decidiu então colocar em campo o reforço internacional, Franco Di Santo, contratado recentemente. Mas ainda assim, o entorno do argentino não lhe abastecia com bolas a ponto de finalização.

Com o passar do tempo, com a chegada das 12h30, o jogo foi ficando ruim, pois o Atlético se desgastou em campo, com atletas que não tem frequência nas jogos e o Bahia tinha interesse apenas em se defender.

O Galo atacou sem organização. Não conseguia, portanto, ser eficiente: o Atlético fez 20 finalizações contra seis do Bahia.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0 X 1 BAHIA

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 24 de julho de 2019 (Sábado)
Horário: 11h(de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Gol: Gilberto, aos 20 minutos do primeiro tempo (Bahia)
Cartões: Flávio (Bahia)

ATLÉTICO – Cleiton; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Hernández; José Welison, Nathan, Geuvânio, Luan (Terans) e Otero (Maicon); Alerrandro (Di Santo).
Técnico: Rodrigo Santana.

BAHIA – Douglas, Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho, Giovanni, Flávio, Gregore, Ronaldo (Guerra), Artur, Gilberto (Fernandão), Lucca (Elber).
Técnico: Roger Machado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Conheça o plano do Pacaembu por 35 anos
FUTEBOL

Demolição do tobogã e futebol não são prioridade para o Pacaembu

Capital será sede da Liga das Nações masculina de vôlei em 2020
APÓS 16 ANOS

Capital será sede da Liga das Nações masculina de vôlei em 2020

Organizada do São Paulo protesta após empate
BRASILEIRO

Organizada do São Paulo protesta após empate

Eficiente, Flamengo bate o Santos no Rio e garante título simbólico do 1º turno
BRASILEIRO

Eficiente, Flamengo bate o Santos no Rio e garante título simbólico do 1º turno

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião