Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SOLIDARIEDADE

Quer uma camisa do Gabigol autografada? Ajude o Cotolengo a criar sua nova casa de assitência

Organização precisa levantar R$ 65 mil, e sorteará camisa autografada por vários jogadores do Flamengo
06/02/2020 12:10 - EDUARDO MIRANDA


 

O Cotolengo, organização-governamental que há 24 anos acolhe pessoas de baixa renda e deficiência, por meio de um trabalho social em Campo Grande, vai sortear uma camiseta oficial do Flamengo usada na final da Copa Libertadores da América do ano passado, e autografada pelos principais jogadores do time, como Gabigol, Bruno Henrique, Reiner, Vitinho, entre outros. Foi neste jogo que Rubro-Negro voltou a conquistar a competição continental depois de 38 anos, com uma vitória de virada por 2 a 1 sobre o River Plate. 

Para concorrer a camiseta, os voluntários devem acessar o site especial da ação social, que recebeu o carinhoso apelido de Cotomengo, e fazer a doação. O sorteio será no próximo dia 30 de março. 

A entidade assistencial tem a meta de levantar R$ 65 mil para custear a nova residência inclusiva da organização. O novo ambiente, de 350 m², atenderá 10 pessoas em tempo integral.  “A nova residência inclusiva é a primeira unidade do tipo, possui 350 m² e foi construída no terreno da própria instituição. É uma casa com 10 ambientes, como varanda, espaço de leitura, refeitório, enfermaria, além dos quartos, que vão abrigar dois moradores por quarto. Os móveis precisam ser todos adaptados aos moradores, que receberão cuidados diários como alimentação especial e/ou por sonda, auxílio para higienização e administração de medicamentos controlados e apoio para as atividades de vida diária, além de atendimentos nas áreas especializadas, como os demais assistidos”, explica o diretor-presidente da instituição, padre Valdeci Marcolino. 

O Cotolengo atende 200 pessoas em média, sendo que aproximadamente 130 atendimentos clínicos por mês, além de outros 40 na modadlidade. “Centro Dia”, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, com transporte, higienização, alimentação, atendimentos nas área de Terapia Ocupacional, Pedagogia, Psicologia, Fisioterapia Motora, Fisioterapia Respiratória, Fonoaudiologia, Nutrição e Enfermagem. As famílias também recebem apoio por meio de visitas domiciliares feitas pelo setor de Serviço Social.
 

Clique para concorrer e doar

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.