FUTEBOL

Príncipe Ali deve se candidatar à presidência da Fifa

Príncipe Ali deve se candidatar à presidência da Fifa
08/09/2015 05:00 - band


O príncipe jordaniano derrotado por Joseph Blatter na eleição presidencial da Fifa em maio quase certamente irá anunciar ainda nesta semana que buscará de novo o cargo em fevereiro.

O príncipe Ali Bin Al Hussein sugeriu de maneira firme nesta segunda-feira que será candidato durante evento da Soccerex, em Manchester. Embora Ali não tenha confirmado suas intenções publicamente, fontes familiarizadas com a campanha presidencial em curso disseram mais tarde que o príncipe definitivamente vai se candidatar e fará o anúncio nesta semana.

Ali, de 39 anos, perdeu por 133 a 73 votos para Blatter, que anunciou sua saída do cargo após quatro dias, em consequência das prisões de dirigentes da Fifa dois dias antes da eleição. Uma nova eleição será realizada em Zurique em 26 de fevereiro.

Questionado pelo moderador David Davies se será candidato à presidência da Fifa, Ali respondeu: "Estou falando com as associações nacionais, ouvindo as suas opiniões e o que elas veem para o futuro e dando minhas próprias ideias."

"Agora precisamos de um candidato que tenha visão de futuro e traga novas ideias e que não esteja contaminado pelo passado também. Então, o que eu vou dizer agora é ‘fique atento’".

Davies perguntou: "Eu preciso ficar atento nesta semana, ou um mês?". E Ali respondeu com um largo sorriso: "Não por muito tempo".

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".