Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASILEIRÃO

Palmeiras empata com Atlético-MG e fica 5 pontos atrás do Flamengo

Palmeiras empata com Atlético-MG e fica 5 pontos atrás do Flamengo
06/10/2019 17:34 - ESTADÃO CONTEÚDO


 

O Palmeiras empatou com o Atlético-MG por 1 a 1, neste domingo, no Allianz Parque, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro e permitiu que o Flamengo ampliasse para cinco pontos a vantagem na liderança da competição. Com o empate, o time alviverde chegou aos 47 pontos, na segunda colocação. O clube carioca, que venceu a Chapecoense em outro duelo do dia, subiu para 52. Em terceiro aparece o Santos, que derrotou o Vasco no último sábado e soma 44.

Nathan marcou o gol atleticano nos acréscimos do primeiro tempo. Dudu empatou na etapa final. Com o resultado, o Atlético-MG, que vencera apenas uma partida nas últimas nove rodadas, sobe para 31 pontos, na 11ª posição.

No confronto deste domingo, o Palmeiras não pôde contar com o técnico Mano Menezes na lateral do gramado. O treinador levou o terceiro cartão amarelo e teve de cumprir suspensão automática nas tribunas do estádio.

Na 24ª rodada, o Palmeiras faz o clássico paulista contra o Santos, quarta-feira, na Vila Belmiro. Já o Atlético-MG terá pela frente o Flamengo, quinta-feira, no Maracanã.

Foi o terceiro empate do Palmeiras como mandante neste Brasileirão. Além deste com o Atlético-MG, o time ficou na igualdade com o Vasco (1 a 1) e Bahia (2 a 2). O time também acumulou o seu segundo jogo sem vitória, após uma sequência se cinco seguidas a partir da estreia de Mano Menezes.

O Atlético-MG foi superior no primeiro tempo e mereceu a vantagem parcial. Com uma proposta claramente defensiva (esquema 5-4-1), o time mineiro optou por dar a posse de bola ao Palmeiras, se defender em seu campo e sair nos contra-ataques. E fez os dois fundamentos com eficiência.

Com um sistema defensivo congestionado (três zagueiros, dois laterais e outros dois volantes), o Palmeiras não encontrou espaços na zaga do Atlético. E as melhores chances da etapa inicial foram do time mineiro.

A primeira delas aconteceu aos 9, quando Otero cobrou falta no canto esquerdo e obrigou Weverton a praticar boa defesa. Aos 15, foi a vez de Di Santo, dentro da pequena área, errar a finalização, após cruzamento de Luan. O Palmeiras chegou a balançar as redes aos 25, mas Willian estava em posição de impedimento, rapidamente confirmado pelo VAR.

Antes do intervalo, aos 45, Otero soltou a bomba de fora da área e Weverton fez ótima defesa no ângulo direito. E, nos acréscimos, o Atlético-MG chegou ao gol. Nathan recebeu na entrada da área, passou por dois marcadores e acertou um chute cruzado, rasteiro, acertando o canto direito de Weverton.

No segundo tempo a torcida do Palmeiras perdeu a paciência com o fato de o time não conseguir criar chances de gols e também com os inúmeros erros de passes. E com esses fatores somados à forte retranca atleticana, começou a vaiar o time.

Aos 25, Deyverson, que entrou na vaga do apagado Lucas Limas, chegou a balançar as redes, mas novamente o gol foi anulado em função da posição de impedimento.

E quando a partida caminhava para a vitória atleticana, Dudu empatou o confronto. Aos 37, ele tabelou com Gustavo Scarpa, entrou na área pela esquerda e chutou rasteiro no canto. Foi o décimo gol do atacante nesta temporada.

Após o gol, a torcida do Palmeiras incendiou o Allianz Parque. O time se lançou ao ataque em busca da virada e encurralou o Atlético-MG na sua área, obrigando Cleiton a fazer boas defesas nas finalizações de Bruno Henrique e Vitor Hugo.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 1 ATLÉTICO-MG

PALMEIRAS - Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Raphael Veiga), Bruno Henrique e Lucas Lima (Deyverson); Willian, Borja (Gustavo Scarpa) e Dudu. Técnico: Sidnei Lobo (auxiliar)

ATLÉTICO-MG - Cleiton; Guga, Maidana, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Elias, Nathan (José Welison), Luan (Maincon) e Otero; Di Santo (Ricardo Oliveira).

Técnico: Rodrigo Santana.

GOLS - Nathan, aos 47 minutos do primeiro tempo; Dudu, aos 37 do segundo.

ÁRBITRO - Rafael Traci (SC).

CARTÕES AMARELOS - Gustavo Gómez, Luan, Cleiton, Dudu, Di Santo, Leonardo Silva e Deyverson.

PÚBLICO - 32.659 pagantes.

RENDA - R$ 2.052.902,35.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo (SP).

Felpuda


A continuar disparando tantas críticas ácidas contradizendo o seu partido, que em nível nacional ganhou até um ministério, político cá dessas bandas poderá ser colocado de escanteio e, se continuar nessa cruzada nada palatável para as lideranças, ser convidado gentilmente a “procurar o caminhão do qual caiu”, como se diz no popular. Os comentários são de que o dito-cujo age assim mais para ganhar holofotes. Esqueceu-se, pelo que se vê, que poderá ocorrer curto-circuito. Ui!