Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ANÚNCIO

Operário repatria treinador campeão estadual para Série D

Comandante no título de 2018, Celso Rodrigues será o técnico do Galo no torneio nacional
25/04/2019 09:30 - JONES MÁRIO


 

O Operário apresenta hoje, às 14h, no Clube Ypê, o técnico Celso Rodrigues e o grupo de jogadores para a disputa do Campeonato Brasileiro Série D. O Galo estreia na quarta divisão nacional no dia 5 de maio, fora de casa, contra o Patrocinense-MG.

O presidente do clube, Estevão Petrallás, confirmou o acerto com Rodrigues, que chegou a Campo Grande ontem e já se reuniu com diretoria e comissão técnica. O treinador traz consigo o assistente Rogério Trentin.

“Foram quase dez dias conversando. Ele foi bastante gentil ao nos receber e possui a nossa confiança”, detalhou Petrallás. O último trabalhodo técnico foi pelo São Gabriel-RS, com o qual disputou a divisão de acesso do Campeonato Gaúcho deste ano.

Esta será a terceira oportunidade de Celso Rodrigues no Operário. Com passagens por Chapecoense e Concórdia-SC, o treinador chegou ao clube em janeiro de 2017, para substituir Carlos Rabello, que não chegou a comandar o Galo em nenhuma partida oficial.

Com Rodrigues, o Operário foi o terceiro colocado do Campeonato Estadual daquele ano, eliminado nas semifinais.
O gaúcho de Cachoeira do Sul retornou ao Galo para o Estadual do ano passado, quando ajudou o time alvinegro a ganhar seu 11º título sul-mato-grossense e a sair da fila de 21 anos sem conquistas.

Desta vez, Celso Rodrigues tem a missão de conduzir o Operário na briga pelo acesso à Série C. O maior campeão estadual não disputa um Campeonato Brasileiro desde 2008, ano em que jogou a terceira divisão quando a CBF ainda não havia criado a quarta.

O técnico reencontra no Galo o agora gerente de futebol Rodrigo Grahl. O ex-atacante atuou sob o comando de Rodrigues em 2017 e 2018.

Outros velhos conhecidos do treinador gaúcho são os zagueiros André Paulino e Rodrigo Arroz, campeões estaduais no ano passado e que seguiram no plantel operariano.

SILÊNCIO

A diretoria operariana optou pelo mistério desde a eliminação nas quartas de final do Campeonato Estadual, no dia 30 de março, diante do Aquidauanense. O desligamento do treinador Arilson Costa, comandante do time no Sul-mato-grossense, só foi revelado pelo clube dez dias depois da queda.

A indefinição reduziu os mais de 30 dias de preparação que a equipe teria antes da estreia na Série D para menos de duas semanas.

Desde o adeus ao Estadual, o lateral-direito Murilo, os meias Emerson Santos e Wangler e o atacante Fagner foram os únicos que tiveram suas rescisões de contrato divulgadas no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Segundo o presidente, o Operário reduziu as despesas com o elenco para a Série D. Além da dupla de zaga já citada, Petrallás confirmou que os goleiros Jota e Gelson e o atacante Pedro Hulk continuam no time.

Entre os reforços que serão apresentados hoje estão o lateral-direito Juninho Pavi, o volante Julio Cesar e o meia Lucas Kattah. O trio integrou o elenco do Comercial no Sul-mato-grossense deste ano. O presidente do clube ainda confirmou a chegada do meio-campista Wesley, que jogou o Estadual pelo Urso, de Mundo Novo.

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.