Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

VELOCIDADE

Novos donos da F-1 oferecem ações da categoria, mas equipes não se interessam

25 JUL 2017Por Julianne Cesaroli, Folhapress14h:17

Uma das novidades que os novos donos da Fórmula 1 tentaram introduzir nos últimos meses acabou não dando certo: a venda de ações da categoria para as próprias equipes. Sem interessados, a Liberty Media decidiu acabar com a oferta.

A empresa norte-americana comprou o campeonato ano passado em um negócio de mais de 600 milhões de dólares e tinha reservado ações com o valor aproximado de 400 milhões para as equipes.

Porém, com a queda no valor dos papéis, não houve interessados. Além disso, as equipes com mais dinheiro acreditaram que o pacote oferecido não era atrativo por não oferecer vantagens em votações sobre o futuro da categoria.

Mesmo sem o interesse, o CEO do Liberty Media, Chase Carey, afirmou que a relação de cooperação entre dirigentes e equipes segue firme.

"Ainda que a janela para este tipo de investimento tenha passado, estamos felizes em tomar decisões de forma colaborativa com as equipes. Estas discussões levarão tempo, mas estamos satisfeitos com sua receptividade em relação a alinhamentos futuros visando o benefício do esporte a longo prazo."

A presença de equipes da F-1 no mercado financeiro não é grande. Atualmente, apenas a Ferrari tem ações da categoria, em negócio feito ainda na época em que Bernie Ecclestone comandava o esporte.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também