Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

COPA DO MUNDO FEMININA

Noruega, Espanha e China estão nas oitavas de final

Cinco seleções garantiram classificação

17 JUN 19 - 20h:00AGÊNCIA BRASIL

França, Noruega, Alemanha, Espanha e China garantiram classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminino.

Espanha x China

Um empate classificava Espanha e China para as oitavas de final do Mundial Feminino. Portanto, quem viu apenas o resultado final da partida (0 a 0, pode pensar que as meninas fizeram corpo mole e seguraram o placar em branco até o final.

Não foi bem assim. A superioridade espanhola durante os 90 minutos foi evidente, mas o bloqueio em frente à área que as chinesas fizeram foi muito eficiente. Aliado a isto, a atuação da goleira Peng – de 1m82 - foi o ponto alto do jogo. Tanto que, ao apito final da árbitra brasileira Édina Alves Batista, as espanholas – mesmo com o segundo lugar no Grupo B, por saldo de gols – saíram cabisbaixas. E as chinesas vibravam como se tivessem vencido o Mundial, mesmo se classificando em terceiro lugar na chave.

“O empate tem isso de ruim: se é quase vitória para um, é quase derrota para outro. Raramente vale como empate mesmo, isto é, distribui metade da vitória para cada um. Se um jogo acaba empatado, basta a gente olhar em volta. Um time pula em campo como se tivesse vencido, o outro baixa a cabeça, derrotado” – já dizia o cronista Mário Filho, setenta anos atrás.

Agora, nas oitavas de final, a Espanha (2º B) enfrentará Estados Unidos ou Suécia (1º F), enquanto a China (3º B) tem a possibilidade de enfrentar Inglaterra ou Japão (1º D) ou Itália, Brasil ou Austrália (1º C). Múltiplos caminhos para duas equipes que, apesar de se igualarem em número de pontos, apresentam futebol tão diferente.

Ficha Técnica:
Segunda-feira, 17 de junho de 2019
ESPANHA 0 x 0 CHINA
Competição: Mundial Feminino (1ª fase – Grupo B)
Local: Le Havre, França
Juíza: Édina Alves Batista (Brasil)
Público: 11.814
Espanha: Panos, Corredera, Paredes, León e Leila; Lúcia García (Jiménez), Patri, Virgínia e Caldentey (Falcón); Hermoso e Nahikari García (Putellas). T: Jorge Vilda.
China: Peng, Han, Wu, Lin e Liu; Shuang Wang (Wen Li), Zhang, Yan Wang e Gu (Yao); Shanshan Wang (Yang) e Ying Li. T: Jia Xiuquan.

África do Sul x Alemanha

Um duelo desleal no Grupo B. A bicampeã Alemanha, que vinha de duas vitórias por 1 a 0, enfrentou a África do Sul, que tinha perdido os dois primeiros jogos.

Desse confronto, as alemãs saíram na frente logo aos 13 minutos, numa jogada muito simples. Escanteio para a área, as sul-africanas não marcaram ninguém, e Leupolz nem precisou pular para cabecear e marcar 1 a 0.

Perdendo o jogo e a classificação, a África do Sul se abriu de vez e passou a sofrer os golpes. Aos 28 minutos, num chute despretensioso, a goleira Dlamini espalmou para frente e Däbritz, com o gol livre à sua frente, não perdoou: 2 a 0.

Para alegrar ainda mais o público alemão que assistia a partida em Montpellier, aos 39 minutos, em cruzamento para a área, Popp subiu sozinha para cabecear pro chão e matar a goleira Dlamini: 3 a 0. O destino do jogo já estava selado.

No 2º tempo, a Alemanha diminuiu o ritmo, visivelmente se poupando. Aos 12 minutos, porém, em outra bola alçada na área da África do Sul, Hegering cabeceou, a bola bateu na trave e, no rebote, Magull chutou para as redes: 4 a 0.

Com três vitórias em três jogos e sem levar nenhum gol, a Alemanha passa para as oitavas de final em primeiro lugar no Grupo B e enfrentará o terceiro colocado dos grupos A, C ou D, ou seja, pode até cruzar com o Brasil, reeditando a final do Mundial de 2007.

Ficha técnica:
Segunda-feira, 17 de junho de 2019
ALEMANHA 4 x 0 ÁFRICA DO SUL
Competição: Mundial Feminino (1ª fase – Grupo B)
Local: Montpellier, França
Juíza: Sandra Braz (Portugal)
Público: 15.502
Alemanha: Schult, Gwinn, Doorsoun, Hegering e Schweers (Simon); Huth (Dallmann), Leupolz, Magull e Däbritz; Popp e Bühl (Schüller). T: Martina Voss Tecklenburg.
África do Sul: Dlamini, Ramalepe, Van Wyk, Matlou e Vilakazi; Mthandi (Mulaudzi), Biyana (Smeda), Jane, Makhabane e N´Dimeni; Fulutudilu (Kgatlana). T: Desiree Ellis.
Gols: No 1º tempo: Leupolz (13), Däbritz (28) e Popp (39). No 2º tempo: Magull (12).

Nigéria x Franç

Em Rennes, a líder do Grupo A, a anfitriã França, recebeu a Nigéria. Com 6 pontos, as francesas precisavam apenas de um empate para assegurar a ponta da chave. Curioso é que as nigerianas, com 3 pontos, também se contentariam com um empate para assegurar a terceira posição e passar às oitavas de final.

Talvez por isso, o 1º tempo foi bastante morno, com destaque apenas para choques ocasionais entre as jogadoras. Num deles, a atacante francesa Gauvin acertou um chute no rosto da nigeriana Ebi, que caiu desmaiada. A árbitra puniu Gauvin com cartão amarelo.

No 2º tempo, a França fez valer a maior posse de bola, intensificou a pressão e passou a abafar a Nigéria. Aos 7 minutos, Cascarino chuta na rede, mas pelo lado de fora.

Se o ataque não estava funcionando, a técnica Corinne Diacré decidiu substituir de uma só vez duas jogadores de frente, justamente Cascarino e Gauvin, as que mais estavam incomodando a goleira nigeriana. Entraram Le Sommer e Diani para tentar furar o bloqueio das africanas.

Mas, foi a meia Thiney que desperdiçou a grande chance do jogo. Em cruzamento rasteiro para a área, ela deu um carrinho, a bola passou por baixo do braço da goleira N´Nadozie e foi para fora.

Aos 28 minutos, foi a vez do VAR (árbitro de vídeo) dar uma “forcinha” para a França. Num lance muito duvidoso, a árbitra Melissa Borjas acabou acatando a falta de Ebere em Asseyi, dentro da área. Além de marcar pênalti, expulsou a jogadora nigeriana. A zagueira Rennard bateu mal, o chute saiu fraco, bateu na trave e foi para fora.

Daí, a árbitra alegou que a goleira N´Nadozie tinha se adiantado na cobrança e mandou Rennard repetir. Na segunda chance, ela bateu no alto, fez o gol e saiu para comemorar.

Ficha técnica:
Segunda-feira, 17 de junho de 2019
FRANÇA 1 x 0 NIGÉRIA
Competição: Mundial Feminino (1ª fase – Grupo A)
Local: Rennes, França
Juíza: Melissa Borjas (Honduras)
França: Bouhaddi, Perisset, Bathy, Rennard e Majri; Henry, Thiney (Geyoro) e Bilbault; Cascarino (Le Sommer), Gauvin (Diani) e Asseyi. T: Corinne Diacre.
Nigéria: N´Nadozie, Okeke, Ebi, Ohale e Ebere; Ayinde, Okobi e Chikwelu; Ordega (Nwabuoku), Oshoala (Imo) e Oparanozie (Kanu). T: Thomas Dennerby.
Gol: No 2º tempo: Rennard (pên.). (32).
Obs: Ebere (Nigéria) foi expulsa.

Noruega x Coreia do Sul

Jogando no estádio Auguste-Delaune, em Reims, a Noruega derrotou a Coreia do Sul por 2 a 1 e se classificou como segunda colocada do Grupo A para as oitavas de final do Mundial Feminino.

A equipe europeia partiu desde o início para o ataque. E o gol não demorou a sair. Aos 3 minutos do primeiro tempo a árbitra marcou pênalti de Cho em cima de Thorisdottir após escanteio. A camisa 10 Graham Hansen foi para a cobrança e abriu o marcador para a sua equipe com apenas 4 minutos de jogo. Noruega 1 a 0.

Aos 21 minutos a Coreia teve a sua chance mais clara até então, quando Yeo Minji lançou a bola na área da Noruega e Mooon finalizou de cabeça, mas a goleira Hjelmseth defendeu com segurança.

Com a desvantagem no marcador a Coreia saía para o jogo e pressionava muito o time adversário, criando inúmeras chances de empatar, mas esbarrava na falta de pontaria de suas atacantes. Esta foi a tônica até o final do 1º tempo.

E o 2º tempo começou da mesma forma da etapa anterior, com a árbitra assinalando um pênalti a favor da Noruega com 3 minutos de jogo após Kang atingir de forma dura a atacante Graham Hansen dentro da área.

Herlovsen foi para a marca penal e cobrou muito bem para vencer a goleira Kim Minjung, que quase defendeu. Noruega 2 a 0.

Mesmo com a desvantagem no marcador a Coreia continuou insistindo na busca pelo seu primeiro gol nesta edição do Mundial. E ele saiu aos 31 minutos em uma belíssima jogada. Lee Geummin recebe a bola na grande área de costas para o gol e dá um toque de calcanhar para Yeo Minji, que não perdoa e vence a goleira Hjelmseth.

Com esta vitória a Noruega se garante nas oitavas de final da Copa do Mundo, enquanto a Coreia do Sul deixa a competição sem marcar ponto algum.

Ficha técnica:
Segunda-feira, 17 de junho de 2019
NORUEGA 2 x 1 COREIA DO SUL
Competição: Mundial Feminino (1ª fase – Grupo A)
Local: Reims, França
Juíza: Marie Soleil Beaudoin (Canadá)
Noruega: Hjelmseth; Moe Wold, Mjelde, Thorisdottir e Minde; Graham Hansen (Maanum), Risa, Engen e Reiten; Herlovsen (Thorsnes) e Utland (Saevik). T: Martin Sjogren.
Coreia do Sul: Kim Minjung; Lee Eunmi (Yeonga), Kim Doyeon, Shin Damyeong e Jang; Cho, Kang (Lee Mina) e Ji Soyun; Yeo Minji, Lee Geummin e Moon (Kang Yumi). T: Yoon Chaerim.
Gols: No 1º tempo: Graham (pên.) (4). No 2º tempo: Herlovsen (pên.) (5) e Yeo (31).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

União ABC conquista sub-19 e disputa Copa SP e Copa do Brasil sub-20
FUTEBOL 2019

União ABC conquista sub-19 e disputa Copa SP e Copa do Brasil sub-20

Disposto a envolver jogadores, Real Madrid faz proposta por Neymar
FUTEBOL 2019

Disposto a envolver jogadores, Real Madrid faz proposta por Neymar

São Paulo recebe a Chapecoense para retomar caminho das vitórias
BRASILEIRÃO 2019

São Paulo recebe a Chapecoense para retomar caminho das vitórias

Fortaleza supera golaço contra, vê goleiro pegar 2 pênaltis e empata com Atlético
BRASILEIRÃO

Goleiro pega dois pênaltis e Fortaleza empata com Atlético

Mais Lidas