Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

TAEKWONDO

No Egito após “vaquinha” de R$ 15 mil, campo-grandense é eliminado do Mundial

26 AGO 2017Por Jones Mário13h:15


O sul-mato-grossense Luiz Felipe Almeida, 12 anos, foi eliminado em seu primeiro confronto no Campeonato Mundial cadete de taekwondo, em Sharm el-Sheikh, no Egito. O atleta foi para o principal torneio da modalidade este ano após levantar R$ 15 mil com apoio de empresários, “vaquinha” virtual e doações nos semáforos.

Ranqueado em 26º entre os 27 competidores da categoria até 37 quilos, Aquino enfrentou o tunisiano Adem Salmi, sétimo do ranking, logo na estreia do Mundial, na sexta-feira (25). O resultado da luta foi apertado: 29 pontos a 28 para o atleta da África.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Aquino agradeceu as doações que possibilitaram sua participação no Mundial. “Queria agradecer a todo mundo que me ajudou a estar aqui, porque sem vocês eu não estaria. O campeonato eu perdi, mas levei como experiência. Foi meu primeiro campeonato internacional. Agora é começar a treinar mais para representar melhor nosso País”, disse.

Os R$ 15 mil arrecadados foram usados para despesas com passagens, hospedagem e alimentação. Foram três semanas de campanha para arrecadar o dinheiro. A Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD) pagou apenas a inscrição no Mundial.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também