FUTEBOL

Na estreia no Carioca, Vasco só empata com o Bangu e decepciona a torcida

Jogo ficou no 0x0 na estreia da equipe no Campeonato Carioca
19/01/2020 20:00 - ESTADÃO CONTEÚDO


 

O Vasco decepcionou seus torcedores na estreia da equipe no Campeonato Carioca, na tarde deste domingo. Os vascaínos foram em peso a São Januário para ver uma grande vitória sobre o Bangu, mas o time perdeu as oportunidades de gol que criou e teve de se contentar com um empate por 0 a 0 no retorno do treinador Abel Braga.

Ao contrário do que fizeram Flamengo e Botafogo no sábado, o Vasco decidiu jogar a primeira rodada do torneio estadual com sua equipe titular. A estreia do argentino Cano, que chegou da Colômbia com fama de grande artilheiro, foi uma grande atração, assim como a volta da revelação Talles Magno, que se recuperou de uma grave lesão. Nem assim, porém, a equipe comandada por Abel conseguiu superar a defesa do Bangu.

Os donos da casa começaram a partida no ataque, sem dar sossego aos visitantes. Logo aos três minutos, o zagueiro Werley quase abriu o placar com uma cabeçada. Dois minutos depois, o Bangu respondeu com um chute cruzado que passou muito perto do gol defendido por Fernando Miguel.

Depois da alta intensidade dos primeiros minutos, o Vasco reduziu o ritmo e só voltou a incomodar os defensores adversários perto do intervalo. Aos 47, Yago Pikachu recebeu a bola na área e mandou um chute que exigiu uma boa defesa de Matheus Inácio.

Na etapa final, o roteiro se repetiu: o Vasco começou em alta voltagem, o Bangu ameaçou em uma rara aparição no ataque, depois o ritmo do jogo caiu bastante e, na reta final, os donos da casa voltaram a acelerar.

A melhor oportunidade de gol dos vascaínos surgiu aos 26 minutos, quando Werley cabeceou para o chão e só não abriu o placar porque Matheus Inácio fez uma excelente defesa.

Nos minutos finais, o Vasco partiu para o tudo ou nada, mas o gol não saiu. Para ganhar tempo, jogadores do Bangu caíam no gramado com frequência, alegando estarem machucados, o que irritou bastante a torcida vascaína, que esperava viver uma tarde bem mais feliz em São Januário.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".