Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MANCHESTER CITY

Manchester City aciona o CAS para reverter suspensão de 2 anos imposta pela Uefa

Próximo passo será a convocação de um painel de juízes formado pelo CAS.
26/02/2020 13:00 - Estadão Conteúdo


 

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), tribunal que regulamenta questões esportivas depois que todas as instâncias possíveis foram utilizadas, anunciou nesta quarta-feira que o Manchester City entrou com um recurso para reverter a suspensão de dois anos de todas as competições europeias imposta há duas semanas pela Uefa por violação das regras do Fair Play Financeiro.

"Não se pode adiantar, neste momento, quando é que será tomada uma decisão final sobre este processo", comunicou o CAS em relação ao caso.

O próximo passo será a convocação de um painel de juízes formado pelo CAS. Os documentos apresentados pelas partes envolvidas serão analisados e, posteriormente, haverá uma audiência na qual o painel vai determinar se mantém ou anula a punição imposta pela Câmara de Decisões Organismo de Controle Financeiro da Uefa (CFCB).

A punição ao Manchester City foi confirmada neste mês de fevereiro em função de graves violações do clube ao fair-play financeiro. A Uefa considerou que o time inflacionou a receita de patrocínio nas suas contas e nas informações de equilíbrio financeiro enviadas entre 2012 e 2016.

A situação ficou ainda pior pelo fato de o Manchester City não ter cooperado com as investigações. Junto com a exclusão das competições europeias, o clube acabou multado em 30 milhões de euros (cerca de 143,5 milhões de reais).

As irregularidades foram reveladas pela revista alemã Der Spiegel, em novembro de 2018. E-mails vazados indicaram irregularidades em relação aos valores recebidos pelo clube por meio de Sheik Mansour bin Zayed Al Nahyan, proprietário do Manchester City e integrante da família que governa Abu Dabi.

De acordo com a investigação, somente 12% dos 67,5 milhões de libras para patrocínio de camisa, estádio e as divisões de base foram de fato pagos pela Etihad Airways. O restante, embora descrito como verba de patrocínio no balanço do clube, foi aporte direto do dono clube - prática proibida pela Uefa.

A punição vale a partir da temporada 2020/2021 - ou seja, o Manchester City ainda poderá continuar na disputa da atual edição da Liga dos Campeões. O time inglês enfrenta o Real Madrid nesta quarta-feira pelo jogo de ida das oitavas de final da competição.


 

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.