Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

MMA

Luta entre Mayweather e McGregor, neste sábado, começou com brincadeira

24 AGO 2017Por FolhaPress09h:48

Agora faltam apenas dois dias para que Floyd Mayweather e Conor McGregor façam uma das mais esperadas lutas dentre todos os esportes de combate. Mas esse encontro começou de maneira muito fortuita. Quase sem querer. Uma pergunta de um repórter do "TMZ", uma pequena provocação e comoção das redes sociais fizeram essa luta sair do mundo dos sonhos e desembarcar neste sábado (26), em Las Vegas, na T-Mobile Arena.

A história começou exatamente em novembro do ano passado. Depois de fazer compras em alguma de lojas favoritas (e caras) de Nova York, Mayweather foi interpelado por um jornalista sobre a atuação de McGregor na noite anterior, quando tinha nocauteado Eddie Alvarez no UFC 205, no Madison Square Garden, e unificado os cinturões peso leve e peso pena do Ultimate.

Ao ser comparado com o irlandês, o boxeador norte-americano ficou irritado. Comparou ele próprio a um elefante, enquanto seu agora adversário era apenas uma formiga.

"Aquela foi a primeira vez que essa história de fazer essa luta tocou Floyd", explicou Stephen Espinoza, executivo do canal "Showtime", responsável por transmitir o combate para todo o mundo.

"No começo era apenas um tipo piada para ele, mas se tornou uma bola de neve, graças à insistência de Conor e Dana White. Isso virou uma bola de neve nas redes sociais e mexeu com Floyd. Quando isso entrou em sua cabeça, levou muito a sério. A única luta que o faria sair de sua aposentadoria seria essa", completou.

Depois, o trabalho foi de convencer Dana White e o UFC a fazer essa luta sair do papel. Com os antigos donos, os irmãos Fertitta, o presidente do maior evento de MMA do mundo sempre foi refratário a ideia de deixar seus atletas -que tem contrato de exclusividade com a franquia- fazerem outras lutas profissionais. Vide Anderson Silva, que por anos, mesmo em seu auge, quase implorou para fazer uma de boxe contra seu ídolo Roy Jones Jr. e nunca foi liberado.

Dois fatores mudaram a cabeça de Dana: (1) Os novos donos do UFC tem uma mente muito mais aberta para o show business. O pessoal da WME-IMG nunca deixaria passar a chance de criar um dos maiores eventos esportivos e de entretenimento por conta de uma birra ou um contrato. (2) Conor McGregor é quase um diretor informal do UFC. Ele faz, basicamente, tudo o que quer. O irlandês entrega o que promete, é a grande estrela da franquia e, com isso, tem muito poder.
 

Leia Também