CAMPEONATO

Isaquias Queiroz vai à final dos 1.000 m em Mundial de canoagem

Isaquias Queiroz vai à final dos 1.000 m em Mundial de canoagem
24/08/2017 13:34 - Folhapress


 

O canoísta brasileiro Isaquias Queiroz, 23, obteve nesta quinta-feira (24) classificação para a final da prova de 1.000 m no Mundial de Racice, na República Tcheca.

O baiano levou um susto na série eliminatória da prova, quando liderou boa parte do percurso mas sentiu desgaste no fim, porém se recuperou nas semifinais -que ocorreram pouco depois.

Isaquias cravou o melhor tempo das duas baterias semifinais (3min57s612) e readquiriu confiança para a final, que será realizada no sábado (26). Seu principal adversário deve ser o alemão Sebastian Brendel, que o bateu nos Jogos Olímpicos do Rio e ficou com o ouro.

"A semifinal não estava tão forte. Jesús [Morlan, técnico] falou para sair bem, mas segurar o ritmo para não fazer igual de manhã e, no final, dar um gás para todo mundo ver que estou em forma. A diferença é que de manhã não tinha vento, era uma prova para ser muito demorada. Eu saí muito, muito forte e acabei estourando no final, mas foi bom para ganhar um pouco de ritmo, de velocidade. Foi bom, estou feliz", disse o canoísta, detentor de três medalhas olímpicas, ao site "Globoesporte.com".

Além da prova individual de 1.000 m, Isaquias também disputará a prova em dupla da mesma distância. Nesta sexta (25), ele e Erlon Souza competem nas eliminatórias da prova.

Se avançarem, participarão da decisão de medalhas no domingo (27).

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".