Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

FUTEBOL

Irã afasta jogadores que enfrentaram israelenses e caso chega à Fifa

16 AGO 2017Por FolhaPress11h:18

Uma punição política, uma declaração polêmica e a possível eliminação da Copa do Mundo de 2018. A seleção do Irã está na mira da Fifa nos últimos dias. Isso porque o governo iraniano declarou que dois de seus jogadores estão banidos para sempre da equipe nacional porque enfrentaram, por seu clube, um time de Israel, algo proibido pelas autoridades iranianas.

Masod Shojaei, de 33 anos e capitão do Irã, e Ehsan Haji Safi, de 27 anos, são jogadores do Panionios, da Grécia. E na última semana ambos estiveram em campo pela equipe diante do Maccabi de Tel Aviv, de Israel, pela Liga Europa.

O problema é que o governo do Irã proíbe que seus atletas enfrentem adversários israelenses. A questão é política: o Irã cortou todos os laços diplomáticos e comerciais com Israel e acusa o país de diversos crimes. A ocupação de territórios palestinos e o programa nuclear iraniano são alguns dos temas que geram mais divergências.

"Está claro que Shojaei e Haji jamais serão convocados à seleção nacional porque ultrapassaram a linha vermelha", determinou Mohammad Reza Davarzaní, vice-ministro de Esportes do Irã, segundo o "The New York Times".

A declaração acendeu o sinal de alerta na Fifa, que proíbe interferências políticas no futebol. Por isso, a entidade já pediu explicações à federação iraniana e pode, em último caso, eliminar o Irã da próxima Copa do Mundo, na Rússia. A equipe do Oriente Médio já confirmou sua classificação.

Shojaei e Haji, inclusive, não disputaram a primeira partida contra o Maccabi de Tel Aviv, em Israel, mas entraram em campo durante os 90 minutos do duelo de volta, na Grécia. A derrota no segundo por 1 a 0, no entanto, eliminou o Panionios da Liga Europa.

O governo israelense, por sua vez, elogiou a atitude dos dois jogadores iranianos de disputar a partida de volta.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também