Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPEONATO

Hernanes chega à Juve para “continuar a crescer” na Itália

Brasileiro explica sua saída da Inter de Milão e projeta conquistas na nova casa.
02/09/2015 16:59 - GAZETA ESPORTIVA


 

Desde que deixou o São Paulo em 2010, Hernanes faz história no futebol italiano. Ao contrário das últimas duas, porém, em sua sétima temporada o meio-campista defenderá as cores da Juventus. Ao ser apresentado pela atual campeã italiana, o brasileiro explica sua saída da Inter de Milão e projeta conquistas na nova casa.

“Estou ciente de que cheguei ao topo da minha maturidade aqui. Com a idade ganhei mais força e experiência. O futebol é muito dinâmico e eu estava bem na Inter, mas agora quero ter uma nova experiência”, discursa o meio-campista, que espera evoluir ainda mais.

“Fico surpreso (com a recepção), mas também feliz e contente de estar aqui na Juventus”, diz Hernanes. “Estou aqui para melhorar meus números e continuar a crescer, e acho que posso fazer mais gols”, avalia o meia que nunca fez mais do que 13 gols em uma temporada na Itália – com a Lazio, em 2012/13.

Hernanes chega à Juve como parte de uma reformulação após o tetracampeonato italiano conquistado há três meses. Arturo Vidal e Carlos Tevez foram vendidos, enquanto a lista de reforços de peso aumenta para seis com o acerto do meio-campista. Além do ex-são-paulino, Alex Sandro, Cuadrado, Dybala, Mandzukic e Zaza também foram contratados nesta janela de transferências.

A atuação no mercado foi tão forte que Hernanes pensa grande com a Velha Senhora. “A Juventus é o time a ser batido tanto na Itália quanto fora da Itália”, avalia. “Realmente penso em Champions League e espero ajudar a equipe a alcançar esta taça tão importante.”

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.