Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 22 de setembro de 2018

Fórmula 1

Ferrari anuncia Leclerc como piloto para 2019; Raikkonen vai para a Sauber

11 SET 2018Por FOLHAPRESS13h:38

 Ferrari anunciou nesta terça-feira (11) que Charles Leclerc será um dos pilotos da escuderia para a próxima temporada de Fórmula 1, em 2019. Nascido em Mônaco, o piloto de 20 anos foi confirmado como novo companheiro do alemão Sebastian Vettel.

Em consequência, o finlandês Kimi Raikkonen acertou sua ida para a Sauber. O piloto, que estava na Ferrari, assinou contrato de dois anos com a nova equipe.

"Assinar com Kimi Raikkonen como nosso piloto representa um pilar importante do nosso projeto e nos aproxima do nosso objetivo de fazer progressos significativos em equipe no futuro próximo. O talento inquestionável e a imensa experiência de Kimi na Fórmula 1 não apenas contribuirão para o desenvolvimento de nosso carro, mas também acelerarão o crescimento e o desenvolvimento de nossa equipe como um todo. Juntos, vamos começar a temporada de 2019 com uma base sólida, impulsionada pela determinação de lutar pelos resultados que contam", disse o chefe de equipe da Sauber, Frédéric Vasseur.

A movimentação já era esperada nos bastidores da Fórmula 1. Leclerc, que completará 21 anos em outubro, é membro da academia de pilotos da Ferrari desde 2016 e tem um currículo invejável.

O monegasco, que faz parte do grupo empresariado por Nicolas Todt desde 2010, fez a carreira na França, ganhando vários títulos no kart e perdendo o mundial para Max Verstappen em 2013. Fez um ano na F-Renault 2.0 e na F-3 Europeia, sempre ficando entre os quatro primeiros. Em 2016, foi campeão da GP3 e, no ano seguinte, da F-2 - campeonato que dominou inteiramente.

Na Sauber, pontuou em cinco das 14 corridas disputadas e foi responsável por 13 dos 19 pontos marcados pelo time até agora.

Mais cedo, a Ferrari já havia confirmado a saída de Raikkonen, último campeão de Fórmula 1 pela escuderia, em 2007. O piloto de 38 anos encerrou assim sua segunda passagem pela equipe que defendia desde 2014.

"A escuderia Ferrari anuncia que, ao final da temporada 2018, Kimi Raikkonen deixará a equipe. Durante estes anos, a contribuição de Kimi para a equipe, tanto como piloto quanto por suas qualidades humanas, foi fundamental. Ele desempenhou um papel decisivo no crescimento da equipe e foi, ao mesmo tempo, sempre foi um grande piloto de equipe", diz um comunicado,

"Como campeão do mundo com a escuderia Ferrari, sempre fará parte da história e da família da equipe. Agradecemos a Kimi por tudo isso e desejamos a ele e sua família um futuro próspero", conclui.

Raikkonen venceu 20 Grandes Prêmios desde que estrou na F1 com a Sauber, em 2001. Com o segundo lugar no GP de Monza do dia 2, o finlandês chegou ao seu 100º pódio, depois de conseguir sua 18ª pole na carreira.

De 2002 a 2006 pilotou para a McLaren e depois seguiu para a Ferrari, onde conquistou o Mundial de 2007. Após a chegada de Fernando Alonso à escuderia italiana, o finlandês fez uma pausa de dois anos na Fórmula 1 e disputou competições de rali.

Em 2012 e 2013 foi piloto da Lotus, antes de retornar a a Ferrari em 2014.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também