Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SÉRIE D

Em tarde de estreias, Sete <br>leva virada da Aparecidense

Jogo marcou estreia de novo treinador e vários reforços
29/05/2017 12:35 - DA REDAÇÃO


 

O Sete de Dourados fez neste domingo o primeiro jogo pela Série D do Campeonato Brasileiro no Estádio Douradão, teve a estreia de novo treinador e vários reforços para a competição, mas com um segundo tempo irreconhecível, levou a virada da Aparecidense-GO e foi derrotado por 2 a 1, segundo resultado negativo na competição. A aposta agora é no último jogo do primeiro turno e se recuperar nos jogos de volta.

O novo técnico do Sete, Bazílio Amaral, escalou o time com quatro estreantes. O zagueiro Thiago Moura, o volante Buru, o meia Marlon e o atacante Acosta começaram como titulares. Logo aos cinco minutos, após uma cobrança de escanteio pela esquerda, a zaga goiana afastou parcialmente e Marlon, de primeira, acertou a trave direita do goleiro Pedro Henrique. Aos 15, Thiago Moura lançou Leandro Branco e o meia, de cabeça, tocou para Sadan. O atacante ganhou dos zagueiros, invadiu a área e tocou na saída do goleiro, abrindo o placar.

No segundo tempo, a Aparecidense cresceu e pressionou o Sete em busca do gol. O time douradense segurou a vantagem até os 25 minutos, mas um lance confuso mudou o jogo. Numa disputa de bola na área, Anderson Peixe, caído, apoiou o corpo no braço para se levantar e a bola tocou sua mão. O árbitro paranaense José Mendonça da Silva Júnior entendeu como toque intencional e marcou o pênalti. Tozin cobrou sem chances de defesa para Alan Tobias. Dez minutos depois, em escanteio cobrado pela esquerda, a zaga não conseguiu afastar e a bola sobrou limpa, para Tozin, marcar o gol da virada e da vitória da Aparecidense.

Com mais essa derrota, o Sete, ainda sem pontuar, está na última posição do Grupo A11. A liderança é dividida entre União-MT e Luziânia-DF que empataram em 1 a 1 no sábado.

Na próxima rodada, o Sete vai buscar os primeiros pontos contra o Luziânia, no Estádio Serra do Lago, no sábado (3/06). Na segunda-feira (5/06), Aparecidense e União jogam no Estádio Anibal Toledo.  

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.