Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUTEBOL 2019

Em sua volta como técnico, Maradona promete trabalho no Gimnasia La Plata

Em sua volta como técnico, Maradona promete trabalho no Gimnasia La Plata
09/09/2019 14:29 - DAS AGÊNCIAS


 

Astro do futebol mundial, Diego Maradona está de volta aos gramados. Mais uma vez como técnico, "El Pibe" iniciou neste final de semana o seu trabalho no Gimnasia La Plata, que ocupa a 18.ª posição entre 26 participantes do Campeonato Argentino, mas que corre risco de rebaixamento pela média das últimas temporadas. Por isso, promete muito suor em campo.

"Quero prometer uma coisa a vocês: enquanto eu estiver dirigindo o time, todo o grupo será um exemplo. Por todo o carinho que vocês estão dando, eles farão algo mais para ganhar os jogos. E vamos ganhá-los", garantiu o eterno camisa 10 da seleção da Argentina, em discurso feito no gramado, durante o seu primeiro treinamento, que foi aberto com a presença de mais de 30 mil torcedores no estádio Juan Carmelo Zerillo.

"Aqui, quem não treina e quem não corre, não joga. Quem vier aqui, terá dificuldades contra nós, fiquem tranquilos", prometeu Maradona, que demonstrou dificuldades ao caminhar, já que passou por cirurgia no joelho direito há pouco mais de um mês. Para atravessar grandes distâncias no gramado, precisou ser transportado em um carrinho de golfe.

A chegada do ídolo mexeu com a torcida do Gimnasia La Plata, já que em apenas três dias houve uma adesão de 2.200 novos sócios e mais de mil regularizaram a situação cadastral, pagando antigos débitos. O clube arrecadou 1 milhão de pesos (R$ 144,7 mil) com a venda de camisas com o número 10 e o sobrenome Maradona.

A estreia do novo técnico no comando do Gimnasia La Plata está marcado para o próximo domingo, quando o clube receberá o atual campeão, o Racing, pela sexta rodada do Campeonato Argentino.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.