Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SURFE

Em final brasileira, Gabriel Medina bate Ítalo Ferreira e vence em Jeffreys Bay

19 JUL 19 - 10h:05ESTADÃO CONTEÚDO

Em uma final totalmente brasileira, feito inédito na história da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe, Gabriel Medina deu um show em sua última e decisiva onda, ficando próximo de uma nota máxima, e derrotou Ítalo Ferreira nesta sexta-feira para ficar o título na África do Sul, o primeiro de sua carreira profissional. O paulista de Maresias anotou 19,50, de um máximo de 20 pontos, contra 16,77 do potiguar.


Com os resultados da etapa, a sexta de 11 da temporada de 2019, Filipe Toledo, que caiu na semifinal para Ítalo, sobe para a segunda posição do ranking mundial com 33.280 pontos, atrás apenas do norte-americano Kolohe Andino, que também foi eliminado na semi, com 33.845. O surfista do Rio Grande do Norte, apesar do vice, galgou da sexta à quarta posição com 29 950 pontos. Medina, que era oitavo, foi à sétima posição com 26 895.

"É muito bom. É muito difícil ganhar esse campeonato. Eu não estava esperando essa vitória. Tudo isso começou depois da vitória sobre Ryan Callinan, que virei na última onda. Nada é impossível", disse Medina, ainda dentro d'água, lembrando o triunfo nas oitavas de final. O brasileiro é o primeiro "goofy" (colocam o pé direito à frente da prancha) campeão em Jeffreys Bay desde 1984, a primeira edição da etapa sul-africana na elite do surfe mundial.

Na final, logo de cara Ítalo Ferreira anotou um 9,10 na primeira onda da bateria. Medina demorou um pouco, mas respondeu à altura e conseguiu um 9,73. Na reta final, o potiguar obteve um 7,67 para colocar pressão no atual campeão mundial, mas o paulista respondeu com outra onda espetacular. Com direito a um tubo, fez 9,77, somando 19,50 e ficando com o título.

SHOW BRASILEIRO

O dia começou de forma espetacular para o Brasil com os três representantes das quartas de final avançando às semis. Medina bateu o australiano Owen Wright (15,67 a 14,60), Ítalo eliminou o japonês Kanoa Igarashi (15,53 a 12,37) e Filipinho ganhou do havaiano Sebastian Zietz (15,00 a 14,40). Na luta por vaga na final, o paulista venceu Kolohe Andino por 14,30 a 14,00 e o potiguar fez 17,50 a 14,00 em Filipinho.

No feminino, a havaiana Carissa Moore ficou com o título. Na decisão, bateu a norte-americana Lakey Peterson por 15,47 a 14,60, em uma bateria decisiva muito disputada. Com o resultado, assumiu a liderança do ranking mundial, passando a australiana Sally Fitzgibbons, que foi eliminada nas quartas de final pela também havaiana Malia Manuel. As brasileiras Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb caíram nas oitavas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MS dá largada para projeção no cenário de esporte de aventura
RALLY DOS SERTÕES 2019

MS dá largada para projeção no cenário de esporte de aventura

Anunciado R$ 2,8 milhões para ampliação do bolsa esporte
ESPORTE

Anunciado R$ 2,8 milhões para ampliação do bolsa esporte

Felipe Melo é suspenso por quatro partidas no Campeonato Brasileiro
FUTEBOL 2019

Felipe Melo é suspenso por quatro partidas no Campeonato Brasileiro

Sem criatividade, Corinthians para na defesa do Fluminense na Copa Sul-Americana
COPA SUL-AMERICANA

Sem criatividade, Corinthians empata com Fluminense

Mais Lidas