Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

filho de pelé

Edinho volta a ser preso em Santos
por ligação com o tráfico

21 JUL 2017Por FOLHAPRESS18h:44

O ex-goleiro Edson Cholbi Nascimento, mais conhecido como Edinho, que também é filho de Pelé, foi preso mais uma vez nesta sexta-feira (21).

Ele se apresentou espontaneamente ao 5º Distrito Policial de Santos, no litoral sul de São Paulo, acompanhado de seu advogado, Eugênio Malavasi.

A prisão do ex-goleiro atende a uma determinação do Tribunal de Justiça de São Paulo, que rejeitou, por unanimidade, os embargos (espécie de recurso) apresentados pela sua defesa.

Edinho está detido na carceragem do 5º DP e deverá ser transferido para o Complexo Prisional de Tremembé (a 147 km da capital paulista). O ex-jogador terá de cumprir uma pena de 12 anos, dez meses e 15 dias em regime fechado por envolvimento no crime de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de drogas.

O advogado de Edinho, Eugênio Milanesi, diz que vai recorrer às instâncias superiores da Justiça para "relaxar a prisão de seu cliente".

Edinho foi preso pela primeira vez em 2005, durante os desdobramentos da operação Indra, chefiada pelo Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos).

Na ocasião, ele ficou detido cerca de seis meses sob a acusação de participação numa quadrilha comandada pelo seu amigo de infância, Ronaldo Duarte Barsotti de Freitas, o Naldinho. Um habeas corpus concedido pelo STF tirou o ex-goleiro da prisão.

De lá para cá, Edinho ficou em liberdade graças a uma série de recursos interpostos por sua defesa à Justiça. Em fevereiro, o Tribunal de Justiça paulista confirmou a condenação de Edinho e reduziu sua pena de 33 anos e quatro meses de prisão para 12 anos e dez meses.

Como jogador, Edinho vestiu as camisas de Santos, Ponte Preta, Portuguesa Santista e São Caetano, entre outros clubes.

Leia Também