quarta, 18 de julho de 2018

MUNDIAIS

Criança de 10 anos vira nadadora mais jovem a competir

O objetivo da nadadora do Bahrein é ganhar experiência para Tóquio 2020

7 AGO 2015Por GAZETA ESPORTIVA17h:47

Incrível, no mínimo. Alzain Tareq, do Bahrein, se tornou aos dez anos de idade a mais jovem atleta da história a disputar Mundiais de natação. Na madrugada desta sexta-feira, em Kazan, ela competiu nas eliminatórias dos 50m borboleta e, como já era esperado, cravou o pior tempo entre todas as baterias, com 41s13. Ela foi a última das 64 participantes, 15s70 atrás da mais rápida, a sueca Sarah Sjostrom (25s43).

O recorde de precocidade tem uma justificativa: o objetivo da jovem Tareq é acumular experiência para estar pronta nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, no Japão.

Pelo menos, em Kazan, ela conseguiu uma foto com a tricampeã mundial nos 100m borboleta, Sjostrom: “Estou muito feliz, queria saber como nadam as melhores”, disse a criança, beneficiada pelo regulamento do Mundial de Kazan, que não prevê um limite de idade entre as competidoras.

Pai da jovem Alzain, o ex-nadador Tareq Salem comemorou o recorde da filha de dez anos: “Ela fez história e estamos orgulhosos por isso”.

Alzain Tareq voltará a cair na água neste sábado para disputar a fase classificatória dos 50m livre.

Leia Também