Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CORRUPÇÃO NO FUTEBOL

CPI da CBF vai à Suíça e aos Estados Unidos para ouvir Marin e José Hawilla

Investigação de fraude e corrupção na Fifa motivou CPI da CBF

4 AGO 15 - 21h:00AGÊNCIA BRASIL

A primeira reunião de trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), realizada hoje (4), resultou na criação de comissões de senadores para ouvir, na Suíça, o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, e, nos Estados Unidos, o empresário José Hawilla, presos por envolvimento em corrupção no futebol.

Os requerimentos aprovados são de autoria do presidente da CPI, senador Romário (PSB-RJ), que também ficará encarregado de designar os membros das duas comitivas. A votação ocorreu na ausência do relator da CPI, senador Romero Jucá (PMDB-RR), que não participou da reunião.

“Fiquei e fico feliz com o começo da CPI, apesar da ausência do relator. Acho que o que ocorreu hoje mostra que a CPI quer de fato mudar alguma coisa”, declarou Romário ao fim do encontro.

Romário também anunciou que ainda hoje terá uma reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e membros do Ministério Público e da Polícia Federal, de modo a definir a melhor estratégia para que as autoridades brasileiras solicitem às polícias suíça e norte-americana informações sobre as investigações que resultaram na prisão de Marín e Hawilla.

“Sou atacante nato e não será diferente na CPI. Vou me cercar de pessoas do bem, que queiram realmente que a CPI dê resultado. Por isso, os requerimentos para pedir apoio de pessoas do Ministério Público, da Polícia Federal, do TCU e de profissionais que realmente possam ajudar em todos os sentidos, de modo que possamos fazer um trabalho sério e verdadeiro”, explicou Romário.

A investigação americana sobre episódios de fraude e corrupção na Federação Internacional de Futebol (Fifa), inclusive na escolha dos países-sede das copas de 2008 e 2010, motivou a criação da CPI da CBF no Brasil. Marin e Hawilla foram presos por causa de denúncias do FBI, em parceria com a polícia suíça.

De acordo com o presidente da CPI, a expectativa é que na próxima semana o relator possa apresentar um plano de trabalho aos demais membros da comissão. Com o plano, também deve ser apresentado um cronograma, que deverá guiar os próximos passos da CPI.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Times de MS são maioria na elite do Campeonato Brasileiro de futebol PC
EM SÃO PAULO

Times de MS são maioria na elite do Campeonato Brasileiro de futebol PC

Seleção feminina treina completa para a Copa do Mundo na França
FUTEBOL

Seleção feminina treina completa para a Copa

Calazans faz primeiro treino no São Paulo e Arboleda trabalha com o elenco
REFORÇO

Calazans faz primeiro treino no São Paulo

Inter aposta em força <BR>máxima contra Paysandu
COPA DO BRASIL

Inter aposta em força máxima contra Paysandu

Mais Lidas