Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

Copa do Brasil 2018

Corumbaense treina na Capital antes de viagem histórica para Bahia

Elevar nome de MS no cenário nacional é a meta

13 FEV 2018Por RAFAEL RIBEIRO15h:55

O elenco do Corumbaense treina na tarde desta terça-feira (13) no Estádio Jacques da Luz, nas Moreninhas, na Capital, antes de embarcar para Salvador (BA), onde na próxima quinta-feira (15), às 18h15 (de MS), enfrenta o Vitória pela segunda rodada da Copa do Brasil.

A histórica viagem do Carijó acontece às 6h desta quarta-feira (14), no Aeroporto de Campo Grande, e os atletas alvinegros não esocndem o desejo de irem à Bahia fazer história e elevarem o nome do Estado no cenário do futebol brasileiro.

"É um jogo diferente, uma competição diferente, sabemos da responsabilidade, mas estamos tranquilos em fazer um grande jogo", disse o zagueiro Eduardo Arroz.

Sul-mato-grossense, o experiente defensor alvinegro é um dos pilares da equipe e alerta para o regulamento, que prevê disputa da vaga à terceira fase nos pênaltis em caso de igualdade no placar.

"Temos de ter o pensamento de fazer o jogo de nossas vidas, a unica vanatagemn deles é jogar em casa. Essa classificação fará a nossa história, do clube, da cidade e do nosso Estado. Nosso futebol precisa disso", disse Arroz.

Quando desembarcar na terra de todos os santos, como cantava Jorge Amado, o Corumbaense enfdrentará um rival de Série A, que perdeu apenas uma na temporada, justamente no último sábado (10), quando levou 3 a 1 do ABC, em Natal (RN), pela Copa do Nordeste.

Para a partida diante dos Pantaneiros, o experiente técnico Vágner Mancini terá problemas para a lateral-direita dos rubro-negros baianos, único setor com desfalques. No treino desta terça-feira (13), ele demonstrou não ter muuito conhecimento do Carijó.

"Eu costumo dizer aos atletas o seguinte: na hora que a gente tem o entendimento da equipe, a gente passa tudo, mostra vídeos e tudo mais, e quando você não tem muitas informações a gente foca mais no nosso desempenho, o que a gente tem que fazer dentro da equipe", admitiu Mancini.

Para Arroz, a sensação de azarão pode pesar positivamente ao Corumbaense no Barradão. "É uma coisa possível, pelo nosso grupo estar montado, entrosado, nossa estrutura. Evidente que muito precisa ser melhorado no Mato Grosso do Sul, mas para esse jogo em específico não é comnplicado. Tem de estar focado", apontou.

Há três anos em Corumbá e ídolo da torcida, o lateral Robinho não escondeu a empolgação por deixar a cidade pantaneira justamente na época do Carnaval para viajar à capital brasileira da folia. "Vamos estar trabalhando, empenhados. É um jogo que todo mundo quer disputar e nossa ambição é elevar o nome de Mato Grosso do Sul", disse.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também